Confira a programação completa dos blocos de carnaval 2019 em São Paulo

Como as últimas edições, a maior parte dos desfiles está concentrada no centro e na zona oeste da cidade. A previsão de público, para este ano, é de 5 milhões de pessoas entre o pré-carnaval, o carnaval e o pós-carnaval. Ao todo, serão 556 desfiles.

Durante os próximos dias, grandes blocos, e também bloquinhos, sairão pelas ruas da capital. Nesta sexta-feira (1º), quem abre a concentração é o Ilú Obá de Min, todo formado por mulheres e celebrando as culturas de matrizes africanas e afro-brasileira. O desfile será na Praça da República, centro da cidade, às 19h.

Já no sábado, também na região central, o bloco Tarado Ni Você percorrer o famoso cruzamento entre as Avenidas Ipiranga e São João, na região central, a partir das 11h. No mesmo dia, e com muita música pop, o bloco LGBT MinhoQueens promete muita bagunça a partir das 14h, na Praça da República.

Ainda no dia 2, o bloco Agrada Gregos, deve arrastar milhares de pessoas pela Avenida Marquês de São Vicente, 235, na zona oeste, a partir das 13h, com a presença da cantora Gretchen.

Na zona sul, um destaques é o Vou de Táxi e as Spice Jenifers, que revive os hits inesquecíveis da década de 1990. Ele se concentra na Avenida Brigadeiro Faria Lima, 3989, na segunda-feira (4), às 14h.

Já na zona norte, também na segunda-feira, a Avenida Tiradentes dá espaço para o desfile do Bloco Domingo Ela Não Vai, que se concentra na altura do metrô Armênia, a partir das 11h.

Confira a programação completa:

***
Fonte: Rede Brasil Atual.

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.