Colunistas - São Paulo São

São Paulo São Colunistas

1. Prefeitura do Recife. 2. Prédio abriga Microsoft, Accenture e IBM. 3. Núcleo de Gestão do Porto Digital. 4. C.E.S.A.R. 5. Information Technology Business Center. 6. Secretaria de Ciência e Tecnologia. 7. Rua do Bom Jesus. Imagem: PEGN.1. Prefeitura do Recife. 2. Prédio abriga Microsoft, Accenture e IBM. 3. Núcleo de Gestão do Porto Digital. 4. C.E.S.A.R. 5. Information Technology Business Center. 6. Secretaria de Ciência e Tecnologia. 7. Rua do Bom Jesus. Imagem: PEGN.Como é possível um ambiente começar com 3 empresas e 40 funcionários e se transformar em um ecossistema de 300 empresas e instituições com mais de 9000 empregados, sendo 800 empreendedores? A resposta está na criação de Políticas Públicas, aproximação da Academia e do Mercado, inclusão da Sociedade Civil, Talento, Criatividade, Inovação e Tecnologia. Esse ecossistema revolucionário e transformador tem nome: Porto Digital – Parque Tecnológico, e está localizado na cidade de Recife, capital de Pernambuco, Brasil.

A Viagem Medieval é o maior evento de recriação histórica medieval da Europa e anualmente, durante doze dias consecutivos, no centro histórico da cidade de Santa Maria da Feira. Foto: Viagem Medieval / Divulgação. A Viagem Medieval é o maior evento de recriação histórica medieval da Europa e anualmente, durante doze dias consecutivos, no centro histórico da cidade de Santa Maria da Feira. Foto: Viagem Medieval / Divulgação.

A história de Portugal – que, de certa forma, é também um pouco da história do Brasil – é muita rica e repleta de passagens dignas de um grande seriado, tipo Game of Thrones (ou Guerra dos Tronos, como se falava por aqui). Desde o início de tudo, nas guerras contra os mouros, nas alianças com os agora vizinhos espanhóis (que também já não foram assim tão aliados), nas grandes vitórias, nas grandes derrotas, no poder da igreja, nos conchavos, nas traições, nos casamentos por interesse, o que há de registro são histórias de bravos guerreiros, de reis insensíveis (e de muitos mais sensatos, claro), de mulheres poderosas, de trocas de favores e de tudo mais que se possa imaginar em um grande romance épico. E como tantas outras histórias deste tipo em outras partes do mundo, havia sempre o lado dos bons, o lado dos maus, a troca de lados conforme interesses pontuais, os grandes amores, as decisões tomadas sob efeito das paixões.

Foto: Érico Hiller.Foto: Érico Hiller.

No início deste mês, numa sexta-feira, 5 de julho, um movimento coordenado pelo Instituto Corrida Amiga juntou pessoas em todo o país para ir a pé ao trabalho. Há cinco anos, a primeira sexta-feira de julho é o dia para tornar efetivo o deslocamento a pé ao trabalho, incluindo caminhadas, corridas e combinando parte do trajeto com bicicleta, transporte público ou carona.

Foi bonito ver grupos de pessoas em diversas cidades brasileiras caminhando felizes rumo a seus compromissos. Como lembra Silvia Stuchi, idealizadora da Corrida Amiga, fundada em 2014, o “transporte a pé” é o meio mais livre e democrático de deslocamento. Ao mesmo tempo que gera benefícios para a saúde, pois reduz os riscos de hipertensão, colesterol e doenças do coração, protege o meio ambiente. “Você não polui, porque é movida a arroz e feijão”, ela brinca.

Foto: Érico Hiller.Foto: Érico Hiller.

Além da Corrida Amiga, várias instituições brasileiras focadas na mobilidade ativa têm mostrado a importância de caminhar diariamente. Trata-se de uma atividade comum no nosso país (cerca de 65% dos deslocamentos no Brasil são feitos, pelo menos em parte, a pé), mas que não é valorizada, tampouco incentivada.

Em uma palestra recente no TED, a arquiteta e urbanista Gabriela Callejas, diretora da organização Cidade Ativa, observou que o primeiro marco de independência da nossa história é o caminhar. “Mas vocês já pararam para pensar que nós vamos perdendo essa liberdade de caminhar ao longo da nossa vida?”, questionou Gabriela.

É a pura verdade. Vamos nos tornando sedentários – e também tristes, estressados, sem energia. As nossas cidades também não nos estimulam a andar, uma vez que elas foram construídas basicamente para receber carros, sem espaços públicos acolhedores e calçadas seguras. 

Um direito dos cidadãos

Foto: Érico Hiller.Foto: Érico Hiller.

Mas isso pode ser mudado. Instituições como Cidade Ativa, Corrida Amiga, Cidade a Pé, SampaPé, Carona a Pé, entre outras bastante importantes, têm lutado organizadamente pela defesa da mobilidade ativa nas metrópoles brasileiras. Cidades caminháveis, amigáveis e acessíveis, com calçadas amplas e sem buracos, são um direito de cidadãos de todas as idades.

Caminhando nós descobrimos outra cidade, muito mais viva e interessante, com novos contornos e atrativos. Dentro do carro o horizonte é limitado e o trajeto também: você não pode largar o automóvel no meio do caminho. A pé, ou mesmo usando o transporte coletivo, é possível parar em um café, fazer uma pausa em uma praça para curtir a natureza e se sentir parte integrante da comunidade. Existem coisas que só conseguimos fazer quando estamos a pé. V’ambora andar! Não somos bípedes à toa. Foi a postura ereta, com a cabeça erguida, que alavancou há cerca de 6 milhões de anos a nossa evolução. 

Leia também: 

***
Conteúdo semanal assinado pelo Pro Coletivo, blog parceiro de conteúdo, especializado em assuntos da multimodalidade.

 

O fabuloso metrô russo, com seus palácios subterrâneos, nos mostra como o espaço público deve ser valorizado. Foto: David Burdeny.Foto: David Burdeny. O fabuloso metrô russo, com seus palácios subterrâneos, nos mostra como o espaço público deve ser valorizado. Foto: David Burdeny.Foto: David Burdeny.

Além de estimular a confraternização, a torcida e o entusiasmo coletivo, a última Copa do Mundo, na Rússia, em julho de 2018, nos ofereceu uma oportunidade ímpar de conhecer a sua cultura e seus valores. Especialmente por causa de seu foco em educação e seu investimento em políticas públicas de qualidade, caso do metrô.

APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio