Colunistas - São Paulo São

São Paulo São Colunistas

Um belo dia, especialmente vendo exemplos internacionais vizinhos (Peru), os nossos cozinheiros acordaram para o sentido social do seu trabalho. Muitos assumiram a atitude cidadã: passaram a reivindicar pautas sociais mais gerais, aderindo ao movimento vivo da sociedade.

 

Mantendo suas raízes, mas em contínua evolução, a cozinha peruana vive um momento de reconhecimento em todo mundo. Foto: Embaixada do Peru.Mantendo suas raízes, mas em contínua evolução, a cozinha peruana vive um momento de reconhecimento em todo mundo. Foto: Embaixada do Peru.

Era muita pressão, e eles tinham dificuldade em descobrir qual o “caminho verdadeiro”. Ainda hoje, alguns se perguntam se há algo específico que possam fazer pelo bem geral. E se convenceram que algumas bandeiras caem melhor.

Pensar na pequena agricultura, valorizar o produtor, “nacionalizar” ingredientes, lutar pela preservação da cultura alimentar nacional (seja lá o que for isso), melhorar a merenda escolar, etc. Tudo isso é mais próximo ao seu métier, mas não exatamente específico.

Se pensarmos em especificidade, temos que ela só pode estar ligada à atividade de transformação material segundo processos culinários que se exercem sobre matérias primas comestíveis. Nisso, ninguém mais concorre com os cozinheiros e, por isso, aí devem encontrar a sua contribuição para um mundo melhor. E um mundo melhor é aquele onde a alimentação é de qualidade, seja do ponto de vista gustativo, seja do ponto de vista nutricional.
Pensar na pequena agricultura, valorizar o produtor, “nacionalizar” ingredientes, melhorar a merenda escolar, etc. Foto: Embrapa.Pensar na pequena agricultura, valorizar o produtor, “nacionalizar” ingredientes, melhorar a merenda escolar, etc. Foto: Embrapa.
Portanto o nosso cozinheiro, voltado para o futuro, deve conhecer como ninguém a qualidade dos ingredientes e dominar perfeitamente os processos de transformação, evitando atalhos “mágicos” criados pela indústria e que possam comprometer essa qualidade. 

Ele deve conhecer em profundidade as determinações do que utiliza sobre a saúde humana, evitando as coisas duvidosas ou sub judice. Seu ofício é extrair o belo e o agradável do que é incontestavelmente bom. Nisso, se distingue do nutricionista pela sensibilidade e capacidade de colocar o belo e o agradável como diretriz da nutrição, o que o pensamento parcial do nutricionismo não tem alcançado.

Saber analisar a química dos alimentos; conhecer os aditivos que a indústria acrescenta aos produtos naturais e ter opinião crítica sobre eles; rechaçar caminhos “mais em conta” que violentam as qualidades naturais desejadas dos ingredientes; cuidar de não contribuir para o esgotamento de recursos naturais em situação crítica;  exercer, enfim, uma culinária socialmente responsável do ponto de vista da sua atividade específica. Por fim, usar de seu poder de convencimento - seja pelo exemplo, seja através da palavra nos meios de comunicação - para trazer mais e mais pessoas para o campo daquilo que é melhor para a sociedade e para os indivíduos isoladamente.

Seu ofício é extrair o belo e o agradável do que é incontestavelmente bom. Foto: Food Safety / Reprodução.Seu ofício é extrair o belo e o agradável do que é incontestavelmente bom. Foto: Food Safety / Reprodução.

Estas podem - e devem - ser as contribuições do cozinheiro para a construção de um mundo melhor. O mais são bandeiras sociais que podem ser empunhadas por qualquer cidadão, o que pode servir para aquietar a consciência do cozinheiro mas nunca o dispensará de sua responsabilidade especifica. A qualidade alimentar é síntese de inúmeros processos dos quais o cozinheiro pode ver os resultados em sua inteireza. Cabe a ele ser consciente desse papel e orientar os que consomem o seu trabalho.

O mais recente relatório sobre turismo em Portugal, com dados atualizados até agosto deste ano, mostra que o país segue recebendo muita gente de outros países para passear por aqui.

As informações do INE (Instituto Nacional de Estatística) apontam que o acumulado dos oito primeiros meses deste ano foi 0,5% superior ao do mesmo período do ano passado, alcançando mais de 8,6 milhões de turistas.

Para vencer na vida profissional, em qualquer área, é preciso ter talento e oportunidade. No mundo artístico, em especial no cenário musical, acertar essa equação, abrir espaço para construir uma carreira de sucesso, considerando que uma trajetória bem sucedida no show business implica em cativar os diversos segmentos dessa indústria poderosa, ter um anjo da guarda é muito bem-vindo.


Percebi o privilégio de presenciar um momento único na História, mágico e sublime. Foto: Getty Images.Percebi o privilégio de presenciar um momento único na História, mágico e sublime. Foto: Getty Images.

Por uma dessas deliciosas surpresas da vida, estava na Escócia em setembro de 2014, justamente na semana em que haveria o plebiscito para decidir sobre a independência do país em relação ao Reino Unido – acompanhei, in loco, os três dias anteriores e os três posteriores à votação.