Colunistas - São Paulo São

São Paulo São Colunistas

Quase todo mundo já ouviu falar do Carnaval. Mas a maioria dos meus amigos gringos pensam nele como um grande desfile no Rio com carros alegóricos extraordinários, com algumas das mulheres brasileiras extravagantemente vestidas ou menos vestidas, dançando o samba ao ritmo interminável dos corpos inesgotáveis de bateristas e todos consumindo quantidades copiosas de cerveja e estimulantes, uma noite inteira, todas as noites. Felizmente, há muito mais do que isso. 

Visitar o Atelier Escola do Instituro Acaia, na Vila Leopoldina sempre traz surpresas. Enquanto esperava por um dos professores, eu observava um grupo de jovens da favela rindo, em sua maioria, do lado de fora, em uma superfície de concreto liso, deitados de costas com os braços estendidos, enquanto outros membros do grupo desenhavam os contornos de seus corpos com giz colorido no concreto.

As periferias de São Paulo são enormes. Nelas moram os trabalhadores manuais e muitos do setor de serviços. Por exemplo, a tigrada que trabalha em restaurantes sofisticados. É natural, então, que detenham um razoável conhecimento culinário, ainda que difuso, não organizado. Por isso mesmo, o que comem é “comida”, pura e simplesmente. Os bacanas é que comem “gastronomia”.

A convivência entre os taxistas e os motoristas de aplicativos está pacificada porque existem clientes para todos. Foto: Folhapress.A convivência entre os taxistas e os motoristas de aplicativos está pacificada porque existem clientes para todos. Foto: Folhapress.

Passei ao lado de um ponto de taxi, aqueles lugares reservados aos profissionais que se dedicam ao serviço de levar e trazer pessoas, e que nos anos 1990/2000 pagavam ao poder público para ter direito às vagas marcadas e limitadas, as quais, normalmente, ficavam em frente a edifícios comerciais, ou em ruas de grande fluxo.

Portugal segue a passos largos (ou pedaladas fortes, melhor dizendo...) para mudar os indicadores de uso de bicicletas no país, que ainda apresenta números ainda abaixo da média da Europa. E uma das rotas é apoiando a compra das bikes elétricas. Que tal adquirir a sua magrela “turbinada” com parte do dinheiro vindo do governo?

APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio