Colunistas - São Paulo São

São Paulo São Colunistas

 Na década de 1930, o Fusca foi anunciado pelo regime nazista como o carro perfeito para as famílias alemãs. Imagem: Alamy. Na década de 1930, o Fusca foi anunciado pelo regime nazista como o carro perfeito para as famílias alemãs. Imagem: Alamy.

Fabricado há 73 anos, o Fusca se rendeu à demanda por sustentabilidade dos tempos atuais e se transformou em um modelo 100% elétrico. A novidade foi apresentada no último Salão do Automóvel de Frankfurt.

BMW - X2 City a scooter elétrica da montadora alemã. Foto: Divulgação.BMW - X2 City a scooter elétrica da montadora alemã. Foto: Divulgação.

Empresas de mobilidade. É assim que as montadoras querem ser reconhecidas atualmente. A revolução que vem acontecendo nos meios de transporte no mundo todo, com as bicicletas, os carros elétricos, a valorização da sustentabilidade e da micromobilidade (patinetes e scooters), tem afetado – para o bem – as fabricantes de automóveis. Além de carros elétricos, elas agora estão produzindo patinetes, bicicletas, scooters e outros modais que não emitem poluentes.

Aveiro distribui sensores 'See.Sense Ace Rear' para conhecer os percursos dos ciclistas urbanos. Foto: Getty Images.Aveiro distribui sensores 'See.Sense Ace Rear' para conhecer os percursos dos ciclistas urbanos. Foto: Getty Images.

O município de Aveiro, sede do distrito com o mesmo nome e que engloba, entre outras, a “minha” cidade de Ovar, dá mais um passo para consolidar a bicicleta como meio de transporte sustentável e seguro. Durante um ano, de dezembro de 2019 a dezembro de 2020, voluntários irão equipar suas bicicletas com pequenos sensores capazes de recolher dados sobre trajetos, velocidade e diversos outros indicadores, que serão recolhidos e integrados em uma plataforma capaz de fazer diversas análises e ajudar a definir novas políticas, identificar áreas de risco, as condições do piso e da infraestrutura urbana e até mesmo entender o comportamento dos ciclistas no trânsito. E quem quiser se candidatar à tarefa de “ciclista-pesquisador”, ainda dá tempo. As inscrições estão abertas até o final deste mês para quem tem bicicleta própria e mais de 16 anos de idade. O projeto chamado “Desafio da Mobilidade” irá transformar 180 bicicletas em verdadeiras células de coleta de informações. Os sensores instalados nas bicicletas conseguem realizar até 800 gravações por segundo.

Cena final de C'eravamo tanto amati ('Nós que Nos Amávamos Tanto') filme de Ettore Scola lançado em 1974. Imagem: reprodução.Cena final de C'eravamo tanto amati ('Nós que Nos Amávamos Tanto') filme de Ettore Scola lançado em 1974. Imagem: reprodução.

Algum tempo atrás, encontrei por acaso, na rua, um amigo que conheço há décadas e de quem fui bem próxima por muitos anos. Não nos víamos pessoalmente há cerca de quatro ou cinco, e aquele encontro inesperado suscitou em mim sentimentos difusos, que transitavam entre afeto, estranhamento, euforia e pesar. Numa fração de segundo, minha memória foi invadida por lembranças das inúmeras viagens e festas, dos aniversários, réveillons, cafés, almoços, dos pileques, das broncas, de choros e conselhos mútuos, e montou-se em minha cabeça uma colagem com centenas de pedaços de nossa história: amigos em comum, casamentos, separações, novos parceiros, casas, empregos, nascimento de filhos, perdas familiares, infinitas situações vivenciadas de maneira próxima, afetiva e companheira. Onde foi mesmo que nos perdemos?

Nossas escolhas de mobilidade afetam a vida nas cidades, a saúde e o meio ambiente. Foto: Jorge Araujo / FotosPublicas.Nossas escolhas de mobilidade afetam a vida nas cidades, a saúde e o meio ambiente. Foto: Jorge Araujo / FotosPublicas.

No dia 19 de agosto, quando o céu da cidade de São Paulo se escureceu às 15h, devido ao encontro de uma frente fria e da poluição proveniente das queimadas amazônicas, todo mundo se assustou. Para o médico Paulo Saldiva, especialista em poluição atmosférica e professor da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, esta foi uma lição coletiva de grande importância: “Foi a aula mais eloquente aplicada para vinte milhões de pessoas na região metropolitana de São Paulo. Eu espero sinceramente que isso se traduza em uma nova visão da necessidade de preservação de um ecossistema remoto, mas que afeta o nosso quintal. A nossa chuva depende de um ecossistema que está sendo fragilizado no momento. Tudo está interligado e somos interdependentes”.

APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio