‘Mappin Stores‘, a primeira loja de departamentos do país - São Paulo São

Mappin Stores, prédio da famosa loja que ficava na Praça do Patriarca. Foto da década de 1920. Foto: Pinterest.Mappin Stores, prédio da famosa loja que ficava na Praça do Patriarca. Foto da década de 1920. Foto: Pinterest.

Com a autorização para funcionamento concedida por decreto do então presidente da República, marechal Hermes da Fonseca, foi fundada em 29 de novembro de 1913, na Rua XV de Novembro, na Sé, Zona Central, pelos ingleses Walter John Mappin (1868-1943), John Kitching e Henry Portlock, a primeira loja de departamentos do País, o Mappin Stores.

Inspirada nas stores britânicas e de propriedade dos irmãos Walter e Herbert Joseph Mappin (1872-1946), no início, era ponto de encontro de famílias endinheiradas de São Paulo, que depois de comprar pratarias e cristais ingleses, iam para o restaurante com orquestra, ou para o salão de chá colocar a conversa em dia. Em 1919, o Mappin Stores foi transferido para a Praça do Patriarca, onde foi realizado o Primeiro Desfile de Moda de São Paulo.

Imagem: Reprodução.Imagem: Reprodução.

O estabelecimento, com características de alta classe, que reunia diariamente sua seleta clientela, composta por milionários, damas e políticos da elite para o chá das cinco servido em porcelana chinesa com talheres de prata, perdeu seu prestígio com a crise que seguiu a Quebra da Bolsa de 1929, e obrigou a loja a se popularizar, tornando-se a primeira do país a apresentar preços de produtos nas vitrines. Desgostosos com a popularização, os irmãos Mappin decidiram vender sua parte da empresa para outros sócios ingleses e se retiraram para seu país de origem, pouco antes de o Mappin ser transferido para um prédio na Praça Ramos de Azevedo, próximo ao Vale do Anhangabaú, em 1939.

Imagem: Pinterest / Reprodução.Imagem: Pinterest / Reprodução.

Em 1947, o advogado Alberto José Alves (1881-1953?) comprou suas primeiras ações da empresa, e em 1950, com a saída dos ingleses, tornou-se o proprietário do Mappin Stores, que ficou sob a presidência de seu filho Alberto Alves Filho (1913-1982). Durante a gestão da Família Alves, a empresa mudou de nome, para Casa Anglo Brasileira SA, porém, continuou a ser conhecida pelo nome tradicional.

A loja Mappin da Praça Ramos de Azevedo em 1993. Foto: DivulgaçãoA loja Mappin da Praça Ramos de Azevedo em 1993. Foto: Divulgação

O Mappin abriu cerca de dez filiais, mantendo aproximadamente dez mil funcionários e tornando-se sinônimo de loja de departamentos no Brasil. A empresa começou a ter dificuldades financeiras na década de 90, sendo comprada pelo empresário Ricardo Mansur em 1996. Com falência decretada em 29 de julho de 1999. o edifício foi adquirido pelo Grupo Pão de Açúcar e reinaugurado com o nome de Extra Mappin, em 28 de novembro do mesmo ano até ser fechado definitivamente em 30 de setembro de 2003. Em 27 de novembro de 2004, o local tornou-se uma filial da rede de lojas de departamentos Casas Bahia, depois de ter sido comprado pela família do empresário Samuel Klein, que se mantém até hoje.

***
Moacir Assunção é mestre em História Social pela PUC-SP e autor de 12 livros. Jornalista, trabalhou nos principais veículos da imprensa.

 
 
 


-->