'Philocalie', amor pela beleza - São Paulo São

Philocalie, Éditions de l’Embellissement, Paris, 2013 • Imagem: acervo pessoal.Philocalie, Éditions de l’Embellissement, Paris, 2013 • Imagem: acervo pessoal.Em grego antigo, ‘philocalie‘ é um termo que significa “amor pela beleza”. Não por acaso, foi o nome escolhido por Valérie Solvit para o belíssimo livro que lançou em 2013 com apoio da L’Óreal de Paris.

Diretora de uma agência de comunicação parisiense e particularmente dedicada à criação de livros que combinam arte, economia e cultura, Valérie pediu a oitenta personalidades, entre artistas, escritores, filósofos, fotógrafos, designers e arquitetos, que apresentassem suas visões sobre a Beleza – não a beleza cosmética, mas a Beleza em seu sentido universal, que transpassa tempos e culturas.

Philocalie, Éditions de l’Embellissement, Paris, 2013 • Foto: acervo pessoal.Philocalie, Éditions de l’Embellissement, Paris, 2013 • Foto: acervo pessoal.De Pierre Bergé aos irmãos Campana, de Charlotte Gainsbourg a Jack Lang, de Christian de Pontzamparc a Oscar Niemeyer, o ecletismo das personalidades convidadas a abordar o tema foi tão surpreendente quanto as abordagens apresentadas. E o resultado é uma obra artístico-literária absolutamente rica em forma e conteúdo. Produzido em edição limitada (atualmente esgotada), o belíssimo livro de cerca de 30cm X 40cm traz um conjunto inédito de fotografias, ilustrações e textos impecavelmente selecionados e entrelaçados por uma sofisticada direção de arte, em que dezenas de lâminas impressas se reúnem dentro de uma caixa artesanal.

Philocalie, Éditions de l’Embellissement, Paris, 2013 • Foto: acervo pessoal.Philocalie, Éditions de l’Embellissement, Paris, 2013 • Foto: acervo pessoal.

Navegando pelas páginas, belíssimas por si só, nos deparamos com as mais diversas expressões da Beleza: a beleza da maternidade, a beleza do silêncio, a beleza das palavras e do significado das coisas… a beleza da obra de Picasso, a da cidade de Veneza e a da noite numa floresta… a beleza que é mistério, a beleza que é qualquer, a beleza que simplesmente é…

Reflexões como essas sempre estiveram presente ao longo de nossa História. Platão, São Tomás de Aquino, Montesquieu, Burke, Kant, Umberto Eco, Scruton, Todoróv... são incontáveis os pensadores das mais diversas épocas que, seduzidos pelo tema, propuseram indagações e análises sobre as manifestações da Beleza – suas formas de percepção, suas origens biológicas e culturais, suas transformações ao longo do tempo etc.. Há centenas de obras sobre o assunto, algumas com abordagens mais profundas, outras mais superficiais, todas diferentes e muitíssimo interessantes.

Philocalie, Éditions de l’Embellissement, Paris, 2013 • Foto: acervo pessoal.Philocalie, Éditions de l’Embellissement, Paris, 2013 • Foto: acervo pessoal.

Ao trazer olhares contemporâneos tão plurais sobre o mesmo tema, Philocalie reitera que a busca pela Beleza, inata à nossa natureza, continua permeando cotidianamente nossas visões, ações e relações, mantendo-se como importante conector entre nós e o mundo que nos cerca. E ao nos oferecer a oportunidade de refletir sobre esse assunto, tão caro e comum a todos, Philocalie celebra não apenas o amor pela Beleza, mas, sobretudo, o amor pela capacidade humana de perceber e de se relacionar com a vida.

***
Valéria Midena, arquiteta por formação, designer por opção e esteta por devoção, escreve quinzenalmente no São Paulo São. Ela é autora e editora do site SobreTodasAsCoisas, produtora de conteúdo e redatora colaboradora do MaturityNow.

 



APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio





 
 
APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio