Mobilidade: a escolha de cada dia - São Paulo São

Em julho, o trânsito dá uma trégua e a gente consegue curtir a cidade de São Paulo em outra sintonia: em um astral muito mais gostoso, amigável, saudável, gentil e prazeroso. As buzinas já não soam tão estridentes, as pessoas parecem mais gentis e as ruas ficam bonitas de ser ver – e caminhar –, com bem menos carros. A megalópole nervosa e que cospe fumaça se transforma em uma cidade para pessoas. Para gente que caminha a passos calmos, aprecia a lua no céu, passeia com os filhos e os cachorros e curte a cidade.

Mas por que será que a gente não pode ter essa cidade – agradável, mais humana e sustentável – todos os dias do ano? Essa trégua de julho pode nos instigar uma boa reflexão: por que manter o mesmo modelo se dá para fazer diferente?

Por que insistir no carro individual e na triste média de 1,4 pessoa por veículo se é possível convidar os amigos, os vizinhos e os colegas de trabalho para compartilhar o carro ou então adotar o transporte coletivo? Por que ir à padaria (isso mesmo, tão pertinho) de carro? Por que não levar o filho à escola a pé? Vocês vão desfrutar um momento especial, que envolve a sensação de pertencimento à cidade e que se faz entre passos nas calçadas e a observação de pessoas, árvores, prédios... Uma oportunidade e tanto para desenvolver a cidadania e a empatia nas novas gerações. 

Mas por que será que a gente não pode ter essa cidade – agradável, mais humana e sustentável – todos os dias do ano? Foto: Lu Gebara.Mas por que será que a gente não pode ter essa cidade – agradável, mais humana e sustentável – todos os dias do ano? Foto: Lu Gebara.

A bicicleta também é uma escolha econômica, sustentável e saudável. As ciclovias, que ganham cada vez mais simpatizantes, mostram que esse caminho é possível e prazeroso. 

Andar de ônibus em São Paulo está bem mais fácil, rápido e confortável. Além da agilidade proporcionada pelos corredores e faixas exclusivas e de confortos como ar condicionado e wi fi, há o fato inegável de que a maior parte da frota paulistana é ociosa fora dos horários de pico. Acha estranho? Dá uma olhada na rua e você vai ver muitos ônibus passando vazios. E quanto mais gente adotar o transporte coletivo, melhor para todos. 

Uma reflexão é bem-vinda para vivenciarmos melhor a nossa cidade. Uma cidade que pode ser mais amigável, segura, silenciosa e divertida, com mais gente andando nas calçadas e pedalando nas ciclovias. Afinal, ela é feita por todos e cada um de nós. Ela depende da nossa escolha e das nossas atitudes diárias. Mudar os hábitos é gostoso e positivo: faz bem para o cérebro, para o corpo, para as emoções. Melhora o humor, traz mais graça à vida. Por que não? 

***
Conteúdo semanal assinado pelo Pro Coletivo, blog parceiro de conteúdo, especializado em assuntos da multimodalidade.



APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio





 
 
APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio