Montadoras investem em patinetes e scooters - São Paulo São

BMW - X2 City a scooter elétrica da montadora alemã. Foto: Divulgação.BMW - X2 City a scooter elétrica da montadora alemã. Foto: Divulgação.

Empresas de mobilidade. É assim que as montadoras querem ser reconhecidas atualmente. A revolução que vem acontecendo nos meios de transporte no mundo todo, com as bicicletas, os carros elétricos, a valorização da sustentabilidade e da micromobilidade (patinetes e scooters), tem afetado – para o bem – as fabricantes de automóveis. Além de carros elétricos, elas agora estão produzindo patinetes, bicicletas, scooters e outros modais que não emitem poluentes.

Diretor de Comunicação Corporativa e Marca da General Motors Mercosul, Nelson Silveira acredita que o futuro dos carros é cada vez mais elétrico, autônomo e compartilhado. “A GM hoje é uma indústria que oferece soluções de mobilidade pessoal”, explica Silveira, que vem investindo forte em modelos elétricos e no compartilhamento de veículos.

Patinete elétrico da Toyota. Foto: Divulgação.Patinete elétrico da Toyota. Foto: Divulgação.

Outras marcas, como Toyota, Volkswagen e BMW, põem a mão na massa para vender novidades sustentáveis para o mercado. A Toyota já anunciou que vai lançar em 2020 um patinete de 3 rodas, um outro modelo com assento e ainda um puxador elétrico que pode ser acoplado a uma cadeira de rodas. O objetivo é suprir a alta demanda por modais leves e que percorrem pequenas distâncias, além de incluir as pessoas com mobilidade reduzida.

A Volkswagen mostrou recentemente o seu Streetmate, que parece um cruzamento entre uma bicicleta e uma scooter. Você pode usá-lo em pé ou sentado e é ideal para viagens urbanas de médio alcance. Ela também apresentou no Salão Internacional do Automóvel de Genebra o City Skater, de 3 rodas, uma espécie de skate elétrico para percursos curtos, leve o suficiente para ser levado em ônibus, metrô ou carro. 

 O Volkswagen Streetmate e o Cityskater são novos conceitos de scooter elétrico lançados pela marca. Foto: Divulgação. O Volkswagen Streetmate e o Cityskater são novos conceitos de scooter elétrico lançados pela marca. Foto: Divulgação.

Já a BMW colocou em setembro no mercado europeu, por 800 euros, o E-Scooter, além do X2 City, que pode ser dobrado e transportado em outros meios de transporte.

Todas essas novidades ainda não têm previsão de chegada ao Brasil, um país lento e moroso no percurso rumo à sustentabilidade, mas é gratificante ver essa migração das montadoras e, consequentemente, a transformação na vida e na saúde das pessoas.

Leia também: 

***
Conteúdo semanal assinado pelo Pro Coletivo, blog parceiro de conteúdo, especializado em assuntos da multimodalidade.

 



APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio





 
 
APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio