Outros - São Paulo São

São Paulo São Outros

Não é possível definir a civilização moderna sem deixar de mencionar seus elementos mais marcantes, as cidades. Os assentamentos urbanos variam em cultura, tamanho e especialidade, além do que, certas áreas acabam se tornando mais significativas ao longo do desenvolvimento de uma região. 

A Região Metropolitana de Tóquio possui mais de 37 milhões de habitantes. Foto: Balint Földesi / Flickr.A Região Metropolitana de Tóquio possui mais de 37 milhões de habitantes. Foto: Balint Földesi / Flickr.

Historicamente, as dimensões físicas ou demográficas de uma cidade são indicadores de sua importância - quanto maior uma cidade, maior será sua capacidade de produção - entretanto, com o grande êxodo rural do século passado, ficou cada vez mais difícil definir os verdadeiros motivos que fazem uma cidade ser mais "importante" que outra. As cidades podem ser classificadas em centenas, milhares de paisagens urbanas distintas.

Atualmente existe um debate acalorado sobre o verdadeiro significado de uma cidade inteligente ou smart city. Enquanto municipalidades buscam melhorar seus serviços, a academia discute as consequências de uma cidade mais informatizada e empresas estabelecem centros de pesquisa para desenvolvimento de soluções para problemas urbanos. Estaria a cidade inteligente mais dependente de sistemas tecnológicos inovadores ou de processos participativos eficientes?

O inverno começa com elevação da temperatura em São Paulo. Foto: Yahoo News.O inverno começa com elevação da temperatura em São Paulo. Foto: Yahoo News.

O inverno começou com as características bem típicas da estação: tempo ensolarado e seco em todo o estado de São Paulo. Mas, chama a atenção a elevação nas temperaturas neste início de estação, que estão bem acima do normal para esta época do ano.

Santa Fé do Sul e Uchoa, ambas no Estado de São Paulo, lideram o ranking nacional que avalia o saneamento básico em cidades brasileiras com mais de 100 mil habitantes. O município de Novo Repartimento (PA) teve o pior desempenho.

Entre as capitais, Curitiba (PR) teve o índice mais alto e Porto Velho (RR), o mais baixo. O resultado foi divulgado, na semana passada, pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes), que avaliou 1.894 municípios.

As projeções para o mundo urbano foram atualizadas. Em maio, a Organização das Nações Unidas divulgou uma nova edição do World Urbanization Prospects, relatório que lança um olhar aprofundado para os centros urbanos do planeta, com a seguinte conclusão: 68% da população mundial viverá em cidades até 2050. A estimativa é 2% maior em relação ao último estudo, publicado em 2014, da série sob responsabilidade do Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais das Nações Unidas (Desa).

APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio