‪No #‎JunhoVermelho‬ doe sangue! Cada doação pode salvar até quatro vidas - São Paulo São

A necessidade de sangue é constante. Transfusões de sangue fazem a diferença entre a vida e a morte para centenas de pacientes todos os dias. A contribuição do cidadão é muito importante para manter o estoque necessário às necessidades dos hospitais.

Esta época do ano é um período de baixa devido às condições climáticas, férias escolares e feriados de São João. Os estoques de sangue sofrem uma queda de até 30% neste período.

Cerca de 3,5 milhões de pessoas realizam transfusão de sangue no país. O Brasil possui 27 hemocentros coordenadores e 500 serviços de coleta. O percentual de doadores de 1,8% da população está dentro do indicado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) – de pelo menos 1% da população - mas o Ministério da Saúde pretende aumentar esse número

“O sangue é insubstituível. Ainda não existe nenhum tipo de medicamento que possa substituir o sangue. E quem precisa, só consegue graças à generosidade de quem doa. O importante é doar regularmente, pois com o frio e a seca, a tendência é diminuir os estoques”, explicou o coordenador da área de Sangue e Hemoderivados do Ministério da Saúde, Flávio Vormittag.

Para doar sangue você deve:

- Portar documento oficial de identidade com foto (RG, Carteira Profissional, Carteira de Habilitação);
- Ter entre 16 e 69 anos de idade, sendo que a primeira doação deve ter sido feita até 60 anos;
- Pesar acima de 50 kg;
- Estar em boas condições de saúde;
- Estar alimentado, porém evitar refeições pesadas (gordurosas).
- Homens podem doar a cada 2 meses, até no máximo 4 vezes ao ano e mulheres a cada 3 meses, até no máximo 3 vezes ao ano.

Condições para doar

No Brasil, pessoas entre 16 e 69 anos podem doar sangue. Para os menores de 18 anos é necessário o consentimento dos responsáveis e, entre 60 e 69 anos, a pessoa só poderá doar se já o tiver feito antes dos 60 anos. Além disso, é preciso pesar, no mínimo, 50 quilos e estar em bom estado de saúde. O candidato deve estar descansado, não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação e não estar de jejum. No dia, é imprescindível levar documento de identidade com foto.

A frequência máxima é de quatro doações anuais para o homem e de três doações anuais para a mulher. O intervalo mínimo deve ser de dois meses para os homens e de três meses para as mulheres.

A doação é 100% voluntária e beneficia qualquer pessoa, independente de parentesco com o doador. É importante lembrar que o sangue é essencial para os atendimentos de urgência, realização de cirurgias de grande porte e tratamento de pessoas com doenças crônicas, como a Doença Falciforme e a Talassemia, além de doenças oncológicas variadas que, frequentemente, necessitam de transfusão.

Quando você for convidado a doar sangue por campanhas ou familiares e amigos de pacientes internados, não pense duas vezes, aceite, porque há sempre alguém esperando a sua doação.

Colsan: 11 3277-5303.
Alô Pró-Sangue: 0800 55 0330.

***
Redação São Paulo São.

 



APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio





 
 
APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio