Tem um carro abandonado na minha rua, o que eu faço? - São Paulo São

Pelo menos em São Paulo, não é difícil se deparar com carros abandonados nas ruas. Além da poluição visual, os veículos abandonados ocupam vagas que poderiam ser utilizadas por outras pessoas. Descubra o que fazer nestes casos:

Tem um veículo abandonado na minha rua, para quem eu ligo?

A denúncia deve ser feita para a prefeitura de sua cidade. Em São Paulo, é possível avisar pelo telefone 156. No Rio de Janeiro, a responsabilidade é da Polícia Civil, que pode ser contatada pelo telefone 190. Em Belo Horizonte (MG), a denúncia pode ser feita pelo número 156.

Qual órgão é responsável pelos carros abandonados da minha cidade?

Na maioria dos casos, a prefeitura municipal é a responsável. Na cidade de São Paulo, por exemplo, todas as denúncias são verificadas pelas subprefeituras, que removeram 986 veículos abandonados em vias públicas de janeiro a julho deste ano.

Depois da denúncia, o que acontece?

Inicialmente, é afixada uma notificação no veículo. Se o proprietário não tomar nenhuma atitude depois de cinco dias úteis da data do aviso, o carro é considerado abandonado e já pode ser encaminhado ao pátio da subprefeitura, que precisa verificar com a Polícia Militar, CET e DETRAN se o veículo não tem relação com crime, sinistro ou furto.

Levo multa se eu abandonar um carro na rua?

Sim, o valor varia de cidade para cidade. Em São Paulo, existe a Lei de Limpeza Urbana que fixa multa no valor aproximado de R$ 17 mil. Além disso, o responsável arca com os custos de remoção, do equipamento utilizado para o procedimento e do trabalho da equipe, além do custo diário da estadia, que é calculada conforme o tipo de veículo.

Como funciona

Após constatado o abandono, a SMSP aciona a Polícia Militar para verificar se o veículo não é roubado ou tem alguma restrição judicial. Os carros com essas características são levados para o Distrito Policial responsável pela área onde se encontram. “Geralmente os motivos do abandono são dificuldades financeiras para manter e consertar o veículo, dívidas e, por último, roubo ou furto”, afirma o capitão da Polícia Militar, Carlos Eduardo.

Caso não tenha irregularidades, o veículo é guinchado e levado para um dos pátios das subprefeituras, onde permanece por até 30 dias, e depois é leiloado pelo Departamento Nacional de Trânsito (Detran). De acordo com a SMSP, quando é possível identificar o proprietário, ele é notificado e, para reaver o carro, deve pagar uma taxa para cada dia em que o automóvel ficar no depósito, além de multa por infringir a lei de limpeza urbana.

***
Fonte: Auto Esporte.