Conheça bibliotecas digitais que facilitam o acesso à obras literárias e acadêmicas - São Paulo São

"Para atrair novos leitores e facilitar o acesso às obras literárias e acadêmicas, bibliotecas do mundo inteiro têm buscado digitalizar seus acervos. Imagem: Reprodução."Para atrair novos leitores e facilitar o acesso às obras literárias e acadêmicas, bibliotecas do mundo inteiro têm buscado digitalizar seus acervos. Imagem: Reprodução.

Ter acesso ao conhecimento nunca foi tão fácil: com poucos cliques, qualquer pessoa com um computador ou smartphone conectado à internet pode ter em mãos toda a obra de Machado de Assis ou o acervo pessoal completo do poeta Fernando Pessoa. Isso sem contar milhares de ensaios acadêmicos, livros técnicos ou documentos históricos.

“Bibliotecas digitais vieram para promover uma revolução no acesso às fontes de informações. Em vez de ir a uma biblioteca e lá encontrar um livro físico para, muitas vezes, consultar apenas um capítulo ou um trecho, você pode ter em seu computador, tablet ou smartphone, de forma rápida e imaterial, o capítulo, o trecho ou ainda o livro inteiro”, diz o reitor da Universidade Positivo, José Pio Martins.  

Confira a lista de bibliotecas digitais brasileiras e internacionais, que disponibilizam livros para leitura online e download. 

Domínio Público 

Imagem: Divulgação.Imagem: Divulgação.

Criado em 2004 pelo Ministério da Educação (MEC), o portal oferece acesso gratuito a obras literárias, artísticas e científicas, já em domínio público ou que tenham sua divulgação autorizada. 

Segundo o último levantamento do governo federal, o site Domínio Público contém um conjunto de mais de 180 mil exemplares em todos os tipos de mídia (som, imagem, texto e vídeo). 

Entre as cinco obras mais procuradas do acervo estão ‘A Divina Comédia’, de Dante Alighieri (2.454.692 acessos), a coletânea ‘Poemas de Fernando Pessoa’ (1.016.374 acessos), o clássico ‘Dom Casmurro’, de Machado de Assis (650.833), ‘A Metamorfose’, de Franz Kafka (591.276) e ‘Mensagem’, de Fernando Pessoa (585.108).

Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin 

Foto: Nelson Kon.Foto: Nelson Kon.

Criada em 2005, após a doação do acervo do bibliófilo José Mindlin e de sua esposa Guita, a Biblioteca Brasiliana é considerada uma das mais importantes coleções de arquivos literários e acadêmicos: atualmente, o local conta com 32,2 mil títulos que correspondem a 60 mil volumes.

Cerca de 10% do acervo já está disponível para consulta online. São 3.802 títulos, entre livros, manuscritos, mapas, periódicos, revistas, documentos, e outros tipos de arquivos livres para o download gratuito.

Alguns dos destaques da coleção são cópias de documentos históricos do século XIX, como o jornal literário ‘O Patriota’ e ‘Os Annaes’, semanário de literatura publicado no começo dos anos 1900 e que contou com a colaboração de inúmeros escritores brasileiros e portugueses, como Domingos Olímpio e Padre Antonio Vieira. 

Biblioteca Nacional Digital Brasil

Imagem: Reprodução.Imagem: Reprodução.

Desde 2006 na internet, a Biblioteca Nacional Digital Brasil tem buscado capturar e armazenar acervos digitais, publicando acervos digitais a partir de programas e projetos de resgate e divulgação de títulos da Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro, que conta com uma coleção de aproximadamente 10 milhões de obras.  
Com o auxílio do Ministério da Cultura, a BNDigital tem como principal objetivo a conservação do patrimônio documental brasileiro, como papéis cartográficos, iconográficos, manuscritos, bibliográficos, periódicos e sonoros, em sua grande maioria de domínio público, abrangendo o período entre os séculos XV e XX. 
Atualmente, o portal da Biblioteca Nacional conta com 700 mil arquivos, entre livros, fotografias e artigos. 

Biblioteca Mundial Digital 

Imagem: Reprodução.Imagem: Reprodução.

Após um discurso do bibliotecário do Congresso dos EUA, James H. Billington, durante evento da Unesco em junho de 2005, a Organização das Nações Unidas (ONU) decidiu desenvolver um projeto de biblioteca digital capaz de reunir gratuitamente e em formato multilíngue diversos documentos de diferentes países e culturas.

Quatro anos depois, em 2009, surgiu o primeiro protótipo da  Biblioteca Mundial Digital, que reúne cerca de 190 documentos em português, entre eles uma tradução do século XIX de ‘Os Lusíadas’, de Luiz de Camões, e o registro fotográfico ‘Estradas de Ferro do Paraná’, desenvolvido pelo artista franco-brasileiro Marc Ferrez.  

Biblioteca Pública de Nova York

Imagem: Reprodução.Imagem: Reprodução.

Com cerca de 55 milhões de títulos em seu acervo, a Biblioteca Pública de Nova York, nos Estados Unidos, também conta com sistema de consulta via internet. Reunindo obras desde 1895, a NYPL (sigla em inglês) disponibiliza 700 mil itens em sua coleção digital.  

Segundo Tony Marx, diretor da NYPL, a instituição tem procurado expandir seu legado de conhecimento “aumentando o acesso às coleções física e online e transformando bibliotecas em centros proativos de educação e oportunidades para todos os nova-iorquinos".

Mais recentemente, a NYPL tem publicado nas redes sociais romances completos. A primeira obra, lançada no final de agosto, foi ‘Alice no Pais das Maravilhas’, do escritor Lewis Carrol. Os próximos títulos serão ‘O Papel de Parede Amarelo’, de Charlotte Perkins Gilman, e ‘A Metamorfose’, de Franz Kafka, todos em inglês. 

Biblioteca Digital Da Unicamp Imagem: Divulgação.Imagem: Divulgação.

Criada em 2002, a Biblioteca Digital da Unicamp foi uma das pioneiras no Brasil ao disponibilizar seu acervo na internet. Com o intuito inicial de apenas ceder teses e dissertações produzidas na Unicamp, hoje disponibiliza materiais especiais, revistas eletrônicas, além de obras raras e primeiras edições de livros clássicos.

Entre os principais documentos de seu acervo, a Biblioteca Digital da Unicamp conta com a primeira edição do poema ‘Caramuru’, escrito pelo Frei Santa Rita Durão, em 1781.  

Biblioteca Digital: Passei Direto 

Foto: Pixabay.Foto: Pixabay.

Lançada em agosto de 2018, a Biblioteca Digital do Passei Direto, plataforma de estudos online, conta com mais de 5 mil livros completos, além de conteúdos exclusivos produzidos por especialistas, como apostilas, videoaulas e exercícios resolvidos.  

"Nosso principal objetivo é ampliar a oferta de ferramentas da plataforma. Com a biblioteca, os estudantes têm à disposição um catálogo de milhares de livros de diversas áreas acadêmicas, com conteúdo técnico e científico de qualidade. O acervo possui títulos caros e difíceis de achar, que agora podem ser consultados com facilidade pela internet e por um valor acessível", explica Rodrigo Salvador, CEO e cofundador da Passei Direto. 

Entre as principais obras do catálogo,a Biblioteca conta com livros técnicos, como a obra ‘Histologia Básica’, do médico brasileiro Luiz Carlos Junqueira, que já foi traduzido para 14 idiomas, e o livro ‘Princípios da Química’, de Peter Atkins e Loretta Jones.

***
Por Luiz Kozak, especial para a Gazeta do Povo.