Salvador é a única cidade brasileira na lista dos melhores destinos turísticos de 2019 do New York Times - São Paulo São

Farol da Barra um dos principais pontos turísticos de Salvador e que abriga o Museu Náutico. Foto: Tiago Caldas/Ag HaackFarol da Barra um dos principais pontos turísticos de Salvador e que abriga o Museu Náutico. Foto: Tiago Caldas/Ag Haack

O que é que a Bahia tem? Para o jornal mais famoso do mundo, o americano The New York Times, o estado nordestino tem a única cidade do Brasil digna de ser incluída na lista dos 52 melhores lugares do planeta para se conhecer em 2019.

Todo ano, o jornal faz a lista e escolhe um jornalista para percorrer os 52 melhores lugares do planeta para se conhecer. O jornal recebe candidatos de todo o mundo e de várias origens para participar. Depois de semanas de avaliação, decidem por um punhado de finalistas. Do grupo, este ano, escolheram Sebastian Modak, um dos finalistas do ano passado, e um jornalista com um histórico e currículo impressionantes segundo o jornal. Foram dele, as escolhas e Salvador foi a única cidade brasileira indicada pelo jornal.

O primeiro “paraíso” é a ilha de Porto Rico, recuperada do furacão Maria que a devastou no ano passado. O segundo lugar coube a Hampi, na Índia, uma das mais ricas cidades do mundo no século XVI. Lá estão mais de mil monumentos preservados, incluindo templos hindus. Santa Barbara, na Califórnia, ganhou o terceiro lugar.  Paris? Não. Na França, o quente deste ano são Lyon e Marseille. 

A capital baiana aparece na 14ª posição do ranking da publicação, melhor colocada do que várias outras metrópoles internacionais mais conhecidas. Nova York aparece apenas na 31ª posição, mas ainda assim acima de Doha, no Qatar (37ª posição) e da cada vez mais turística Hong Kong (44ª posição).

Foto do alto do Elevador Lacerda com vista para a Baía de Todos-os-Santos, a segunda maior baía do mundo. Foto: Elias Dantas/Ag. HaackFoto do alto do Elevador Lacerda com vista para a Baía de Todos-os-Santos, a segunda maior baía do mundo. Foto: Elias Dantas/Ag. Haack

No caso de Salvador, o articulista recomenda, principalmente, uma visitação ao Centro Histórico, por conta da cultura afro-brasileira, que vai desde apresentações semanais gratuitas de samba e bateria, música clássica e capoeira. A publicação faz referência também às fachadas coloniais coloridas e às ruas de paralelepípedos.

Os museus da capital, também são aconselhados para quem procura saber mais sobre a história de Salvador. O jornal fala ainda sobre locais para se hospedar e sobre meios de transporte.

Casarões e Igreja de São Francisco no Pelourinho, em Salvador. Foto: Juliana AlmiranteCasarões e Igreja de São Francisco no Pelourinho, em Salvador. Foto: Juliana Almirante

Na lista de lugares relacionados pelo The New York Times estão também cidades como Munique (Alemanha - 5ª posição), Nova York (EUA - 31ª posição), Doha (Qatar - 37ª posição), e países como Porto Rico (1ª posição), Panama (4ª posição), Hong Kong (44ª posição), Irã (45ª posição).

***
Da Redação com informações do The New York Times (Inglês).