Catedral Evangélica de São Paulo inaugura novo órgão de tubos cedido pela USP - São Paulo São

A USP e a Catedral Evangélica de São Paulo inaugurarão, nesta sexta (22), o novo órgão de tubos cedido pela Universidade e instalado na sede da instituição religiosa, em São Paulo.

O órgão, fabricado pela empresa Gerhard Grenzing, é composto por cinco corpos, 3.400 tubos de metal e 175 tubos de madeira.

A inauguração será marcada por um concerto especial, apenas para convidados. Na cerimônia, serão apresentadas a Tocata e Fuga em Ré Menor, de J.S. Bach; trechos de “O Messias”, de G.F. Händel; e a Sinfonia nº 3, de C. Saint-Saëns.

O concerto contará com a participação da Orquestra Sinfônica da USP (Osusp) e do Coro da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp), sob a regência de Valentina Peleggi, tendo como solista o organista e professor do Departamento de Música da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP, José Luís de Aquino.

No dia 23 (sábado), uma nova apresentação, com o mesmo repertório, dará início à série de concertos gratuitos e abertos ao público que serão realizados às sextas, sábados e domingos, entre os meses de março e junho. Confira a programação no site Catedral Evangélica de São Paulo.

O órgão de tubos foi fabricado pela empresa Gerhard Grenzing. Foto: Marcos Santos/USP Imagens.O órgão de tubos foi fabricado pela empresa Gerhard Grenzing. Foto: Marcos Santos/USP Imagens.

Para assistir a essa apresentação, os interessados deverão retirar os ingressos no local, no dia 18/3, no período da tarde. Para os demais concertos, não haverá necessidade da retirada de ingressos. A Catedral está localizada na Rua Nestor Pestana, 136/152, no bairro da Consolação, em São Paulo. O local tem capacidade para 650 pessoas.

Incentivo à música

A inauguração será marcada por um concerto especial, apenas para convidados. Foto: Marcos Santos/USP Imagens.A inauguração será marcada por um concerto especial, apenas para convidados. Foto: Marcos Santos/USP Imagens.

A cessão do órgão de tubos da USP para a Catedral Evangélica foi formalizada por meio de um convênio, assinado em setembro de 2017, envolvendo as duas instituições e a Fundação Mary Harriet Speers – responsável pelo aporte financeiro do projeto –, com o objetivo de apoiar, incentivar, assistir, desenvolver e promover a cultura, a educação e tornar a música acessível para parcelas maiores e mais carentes da população.

O convênio abarca a montagem, instalação, utilização e manutenção do órgão. Também estabelece a elaboração e promoção de programas de incentivo à música e de educação musical.

Construído pela empresa alemã Gerhard Grenzing, o órgão possui 3.400 tubos de metal, 175 tubos de madeira e 11 foles. Foto: Marcos Santos / USP Imagens.Construído pela empresa alemã Gerhard Grenzing, o órgão possui 3.400 tubos de metal, 175 tubos de madeira e 11 foles. Foto: Marcos Santos / USP Imagens.

Além disso, a parceria com a ECA permitirá o desenvolvimento de atividades didático-acadêmicas com alunos e docentes do Departamento de Música da Escola e, por seu intermédio, com professores e estudantes vinculados às universidades e escolas de música do Estado de São Paulo.

O órgão foi adquirido pela USP em 2013 e, inicialmente, seria instalado no Centro de Convenções, no campus de São Paulo. Entretanto, por conta das restrições orçamentárias da Universidade e da suspensão das obras, o processo de construção do Centro foi interrompido. 

No final de 2015, o Conselho Universitário havia aprovado a instalação do instrumento na Catedral Metropolitana de São Paulo, na Praça da Sé, o que não se efetivou por questões de ordem técnica. Em julho de 2017, o Conselho aprovou a cessão à Catedral Evangélica.

***
Por Adriana Cruz no Jornal da USP.