Conselho do Patrimônio Histórico aprova tombamento de muro e paiol de antiga pedreira do Jaraguá, em São Paulo - São Paulo São

Muro é datado do início do século 20 Foto: Tiago Queiroz / Estadão.Muro é datado do início do século 20 Foto: Tiago Queiroz / Estadão.

O Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo (Conpresp) aprovou o tombamento de remanescentes da Pedreira do Jaraguá, localizada na zona norte da capital paulista. A decisão foi tomada em reunião no dia 29 de abril e precisa ser sancionada pelo secretário municipal de Cultura, Alê Youssef.

Conpresp também tombou antigo paiol de pedreira. Foto: Tiago Queiroz/Estadão.Conpresp também tombou antigo paiol de pedreira. Foto: Tiago Queiroz/Estadão.

Segundo estudo do Centro de Arqueologia do Departamento do Patrimônio Histórico (DPH), as estruturas são de uma antiga pedreira de quartzo datada do início do século 20. Dentre elas, estão um antigo paiol, um muro e uma jazida de quartzo, com uma cava de 15 metros de altura. Há, ainda, remanescentes de uma olaria e do caminho que ligava as estruturas.  O quartzo retirado do local era utilizado na construção civil da cidade. 

Indicação com a trilha (em vermelho) que leva até a pedreira. Imagem. Google Earth.Indicação com a trilha (em vermelho) que leva até a pedreira. Imagem. Google Earth.

O proprietário do terreno em que estão os bens arqueológicos chegou a contestar a decisão, que foi unânime. O tombamento prevê, também, que qualquer obra no local precisa ser executada com acompanhamento arqueológico. 

***
Fonte: Estadão Conteúdo.