Palco de grandes eventos, Estádio do Pacaembu completa 80 anos abrigando hospital de campanha - São Paulo São

O Pacaembu é símbolo e cartão postal da cidade de São Paulo. Foi palco de Copa do Mundo, Jogos Pan-Americanos, partidas históricas, shows, goleadas e títulos. Foto: Yahoo Esportes.O Pacaembu é símbolo e cartão postal da cidade de São Paulo. Foi palco de Copa do Mundo, Jogos Pan-Americanos, partidas históricas, shows, goleadas e títulos. Foto: Yahoo Esportes.

Há precisamente oito décadas, (27 de abril de 1940) o Estádio Municipal do Pacaembu abria as portas para o público na Praça Charles Miller, na cidade de São Paulo. Anos depois, seria rebatizado de Paulo Machado de Carvalho, nome do chefe das delegações do Brasil nas conquistas da Suécia (1958) e do Chile (1962).

Misturado ao nome do bairro, o monumento sediou eventos culturais marcantes. Entre os capítulos desta história, jogos na Copa de 1950, as despedidas de Romário e Ronaldo fenômeno da seleção brasileira e as conquistas da Libertadores da América por Santos (2011) e Corinthians (2012). Além disso, o gramado virou palco para receber o beatle Paul McCartney e o primeiro show dos Rolling Stones no Brasil.

Inauguração do Pacaembu, em 27 de abril de 1940, contou com a presença do então presidente Getúlio Vargas. Foto: SP Antiga.Inauguração do Pacaembu, em 27 de abril de 1940, contou com a presença do então presidente Getúlio Vargas. Foto: SP Antiga.Pelé também reinou por muitas vezes no Pacaembu. Foram 159 partidas e 127 gols marcados no estádio, onde jogou pela última vez em setembro de 1974.

No início deste ano, o estádio foi concedido pela prefeitura à iniciativa privada. Hoje, o campo tornou-se a base de um hospital de campanha com 200 leitos para atender às vítimas do novo coronavírus (covid-19). Pelas redes sociais, o público foi incentivado pela concessionária que administra o estádio a contar histórias pessoais vividas no espaço. “Aos 8 anos de idade, queriam que eu fosse corintiano. Aí me levaram para meu primeiro jogo de futebol no Pacaembu. Em campo, Ademir da Guia, acabei virando palmeirense”, diz o internauta Paulo Del Castro no perfil do Twitter da Allegra Pacaembu, que vai gerir o espaço pelos próximos 35 anos.

Hospital provisório no Estádio do Pacaembu: capacidade para 200 leitos. Foto: Rahel Patrasso / Reuters.Hospital provisório no Estádio do Pacaembu: capacidade para 200 leitos. Foto: Rahel Patrasso / Reuters.

Os administradores do Pacaembu pretendem realizar uma obra no final deste ano. A ideia é que no local onde se localiza o famoso tobogã seja construído um edifício de uso múltiplo de 44 mil m² que abrigará espaços comerciais, de alimentos e bebidas, de varejo, além de um estacionamento com 450 vagas, um anfiteatro, um centro de convenções subterrâneo e eventos.

No início deste ano, o estádio foi concedido pela prefeitura à iniciativa privada. Foto: Divulgação.No início deste ano, o estádio foi concedido pela prefeitura à iniciativa privada. Foto: Divulgação.O nome

Apesar de ser normalmente chamado de Pacaembu, foi em 1961 que o nome oficial do local passou a ser Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho. Isso ocorreu porque a Prefeitura de São Paulo quis homenagear o chefe da delegação brasileira da Copa do Mundo de 1958, que rendeu o primeiro título mundial de futebol ao país. Formado em Direito, a relação próxima de Paulo Machado de Carvalho com o futebol já havia começado dentro do São Paulo Futebol Clube, onde chegou a assumir o cargo de presidente entre 1946 e 1947.

Em 1984, Paulo Machado de Carvalho (C), durante coletiva de imprensa com a réplica da Taça Jules Rimet que a seleção brasileira conquistou na Copa do Mundo de 1970, no México. Foto: Gazeta Press.Em 1984, Paulo Machado de Carvalho (C), durante coletiva de imprensa com a réplica da Taça Jules Rimet que a seleção brasileira conquistou na Copa do Mundo de 1970, no México. Foto: Gazeta Press.

Durante a Copa de 1958, Paulo ganhou destaque na final do torneio. Contra a Suécia, anfitriã da competição, o Brasil foi obrigado a jogar com uniforme azul. Preocupado com a superstição dos atletas, que disputaram todo o torneio com a camisa amarela, o chefe da delegação fez questão de dizer aos jogadores que a mudança traria sorte porque as novas roupas eram da mesma cor que o manto de Nossa Senhora Aparecida. Quatro anos depois, Paulo foi chefe da delegação da seleção que ganhou o bicampeonato mundial em 1962, o que lhe garantiu o apelido de "Marechal da Vitória".

***
Fontes: Agência Brasil e Wikipédia.



APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio





 
 
APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio