Em vídeos, as diversas facetas do design no âmbito da cidade - São Paulo São


Investigar o futuro é o trabalho do designer Guto Requena ao longo dos últimos 15 anos. Dentro desta abrangente pesquisa, a faceta que mais tem chamado sua atenção recentemente é o urbanismo. “Estamos em um momento de reocupação da rua, do espaço público”, diz. É neste cenário vibrante que se passa a sua série de vídeos Design Hoje!, patrocinada pela Gafisa e lançada no Design Weekend, em cartaz nos cinemas de São Paulo e Rio de Janeiro até o fim do ano e disponível no canal de Guto no You Tube.

São cinco episódios, com diferentes temas e entrevistados. O novo design brasileiro, com Adélia Borges, colunista da Bamboo, fala das caraterísticas do design contemporâneo brasileiro e do design na dimensão urbana. Design e mobilidade apresenta as reflexões de André Moral sobre a importância das ciclovias e a pesquisa sobre o futuro da mobilidade urbana do alemão Max Schwitalla. Design pela natureza mostra Marko Brajovic discorrendo sobre o design inspirado pela natureza, as tecnologias digitais e a evolução nas relações entre pessoas e design. A casa do futuro traz o Nomads, Núcleo de Estudos de Habitares Interativos da Universidade de São Paulo, que estuda o morar perante novas estruturas familiares e a fabricação digital.
 

Por fim, Cidade, arte e tecnologia, mostra o bate-papo entre Guto e Giselle Beilgueman, ambos especialistas na intersecção entre os temas. “Vejo um futuro em que os edifícios não são mais envelopes, mas sim em que a arquitetura é interativa. Luzes e computadores são tão importantes quando tijolos”, diz o arquiteto. Seu próximo projeto, uma fachada digital para o prédio do SESI-SP, que será inaugurada no fim de outubro, é mais um exemplo de arte digital na cidade. 

Temas tão profundos são abordados na série com leveza, em pílulas de três minutos. “Não é feito apenas para especialistas, é acessível a qualquer pessoa. Afinal, o futuro das cidades é uma preocupação de todos”, explica. Num formato em que o áudio é fator principal, podem ser assistidos por quem está de pé, andando, no taxi – em fim, são pensados para a vida urbana contemporânea. “Considero a cidade como o principal personagem da série”, resume Guto.

Maria Silvia Ferraz / Bamboo.



APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio





 
 
APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio