Recomendados - São Paulo São

São Paulo São Recomenda

Uma retrospectiva dedicada ao polêmico cineasta alemão Werner Herzog, uma homenagem ao ativista e ambientalista brasileiro Chico Mendes no marco dos 30 anos de seu assassinato, a Mostra Internacional Contemporânea (com filmes assinados por nomes como Jia Zhangke, Julien Temple D. A. Pennebaker e Wang Bing) e uma Competição Latino-Americana, com produções representando oito países da região, além de apresentação em realidade virtual  que oferece uma experiência com imagens, sons e aromas de uma aldeia amazônica.

Homens asfixiados por sua própria humanidade debatem-se em busca de ar em espetáculo com direção e dramaturgia de Gabriela Mellão, que compõe retrato poético da humanidade hoje a partir de uma imersão sensorial no universo dos medos da contemporaneidade.

O título do espetáculo surge em referência a uma frase emblemática de O Mágico de Oz: “We’re not in Kansas anymore” (Nunca mais voltaremos para Kansas). Foto: Divulgação.O título do espetáculo surge em referência a uma frase emblemática de O Mágico de Oz: “We’re not in Kansas anymore” (Nunca mais voltaremos para Kansas). Foto: Divulgação.

De 23 de maio a 12 de agosto, o programa Ocupação chega à sua 40ª edição e homenageia um intelectual paulista que é *mineiro nascido no Rio de Janeiro. Um leitor preciso, que admirava escritores como Guimarães Rosa e Marcel Proust. Um pai acadêmico, mas que interrompia a escritura de grandes obras, como Formação da Literatura Brasileira, para brincar com as filhas. Que dançava com elas, que gostava de cantar e caminhar, que era considerado um homem bom por todos os que o conheceram: Antonio Candido.

Contadores de diferentes culturas se unem para celebrar as tradições orais de seus países na oitava edição do Boca do Céu - Encontro Internacional de Contadores de Histórias, que ocorre de 22 a 26 de maio na Oficina Cultural Oswald de Andrade, no Sesc Bom Retiro, no Auditório Ibirapuera, nas Fábricas de Cultura, na Cinemateca Brasileira e no Itaú Cultural.

No ciclo de comemorações de seus 40 anos de existência, o Teatro do Ornitorrinco estreia, em 19 de maio, no Teatro Sergio Cardoso, “Nem Princesas Nem Escravas”. O texto, inédito no Brasil, é de Humberto Robles, hoje o dramaturgo mexicano vivo mais montado em todo o mundo.

Com tradução e direção geral de Cacá Rosset e produção de Christiane Tricerri (foto), a montagem, que foi contemplada pela 6ª Edição do Prêmio Zé Renato de Teatro para a Cidade de São Paulo, aborda a resiliência e os conflitos femininos.

Como dramaturgia, o autor propõe um Teatro Cabaré, que vem de encontro com a pesquisa iniciada pelo Teatro do Ornitorrinco desde o início de sua formação, em 1977. Com três atrizes, performers, cantoras e dançarinas, a peça traz uma espécie de monólogos que se entrecruzam durante o decorrer do espetáculo, com cenografia, figurinos e músicas que dialogam com o cabaré alemão no sentido mais rigoroso e ao mesmo tempo popular da sua essência.