Recomendados - São Paulo São

São Paulo São Recomenda

Programação gratuita reúne tecnologia, performances, sons e artes visuais para ressignificar as noções de espaço e lugar; festival acontece de 23 a 30 de abril. "Onde você ancora seus silêncios" de Charlene Bicalho. Foto: Divulgação / AVXLab..Programação gratuita reúne tecnologia, performances, sons e artes visuais para ressignificar as noções de espaço e lugar; festival acontece de 23 a 30 de abril. "Onde você ancora seus silêncios" de Charlene Bicalho. Foto: Divulgação / AVXLab..

Com foco na produção da arte audiovisual contemporânea, o Festival AVXLab 2021 apresenta um conjunto de shows, performances e exposições de arte, acompanhado de debates e seminários, que aprofundam o pensamento em torno dos formatos alternativos de cinema. Com programação gratuita, o evento ocorre em modo online de 23 a 30 de abril.

Criado para dar espaço a voz dos independentes, evento democrático une arte de diversas linguagens, política social e respeito as diferenças. No set, Luana Hansen e DJ Mozzão. Foto: Wild...Er  Franco.Criado para dar espaço a voz dos independentes, evento democrático une arte de diversas linguagens, política social e respeito as diferenças. No set, Luana Hansen e DJ Mozzão. Foto: Wild...Er Franco.

O Voz Festival – Arte e Diálogo é um grito de liberdade artística e também um chamado para a escuta, por um olhar mais tolerante, representativo, democrático e acolhedor, ampliando a voz de artistas da cena independente, com trajetórias ligadas a luta pelos direitos das pessoas que sofrem racismo, preconceito, discriminação e violência. É, ainda, uma oportunidade de desenvolvimento dos projetos artísticos paralisados pela pandemia, em diversas linguagens: música, literatura, poesias e nomes que vão da multiartista e ativista pelo direito à moradia no MSTC Preta Ferreira à apresentadora do programa de TV Drag Me As A Queen Rita Von Hunty, passando pela produtora e influenciadora digital Dandara Pagu, o cantor e compositor Chico Salem e a ativista contra abusos em meios espirituais Tatiana Badaró, para citar apenas alguns.

Mostra em São Paulo apresenta grande instalação que já passou por museus e galerias do Japão, França, Itália e Taiwan.Foto: Carol Quintanilha.Mostra em São Paulo apresenta grande instalação que já passou por museus e galerias do Japão, França, Itália e Taiwan.Foto: Carol Quintanilha.

Farol Santander São Paulo, centro de cultura, empreendedorismo, lazer e gastronomia, abre em 19 de fevereiro (sexta-feira), a primeira exposição no Brasil da artista e arquiteta francesa Emmanuelle Moureaux. Intitulada Floresta de Números, a mostra, com produção de Angela Magdalena (Madai) e Julia Brandão (Ayo) tem curadoria da própria artista, fica em cartaz até 23 de maio de 2021.

Edu Simões fotografou jovens negros em favelas e bairros periféricos de Norte a Sul do Brasil. Foto: Edu Simões / Divulgação.Edu Simões fotografou jovens negros em favelas e bairros periféricos de Norte a Sul do Brasil. Foto: Edu Simões / Divulgação.

Em agosto de 2014, o fotógrafo Edu Simões passava pelo Centro de São Paulo quando trombou, por acaso, com um protesto contra o genocídio de negros no Brasil. Mais tarde, nas redes sociais, descobriu que a marcha ocorreu de forma simultânea em outros 18 estados brasileiros. Foi o primeiro contato dele, um fotojornalista experiente, com o tema.