Recomendados - São Paulo São

São Paulo São Recomenda

Programa oferece material didático, playlist temática e vídeos de apresentações. Foto: Divulgação.Programa oferece material didático, playlist temática e vídeos de apresentações. Foto: Divulgação.

Diante da pandemia que muitos países têm enfrentado por conta do novo coronavírus, o Projeto Guri suspendeu as aulas presenciais, por tempo indeterminado, como medida preventiva contra a transmissão do coronavírus (Covid-19) no Brasil. Entretanto, para quem gosta de cultura, a boa notícia é que é possível acompanhar diferentes ações em casa. Para isso, o Projeto disponibiliza conteúdos culturais em diferentes plataformas.

Rino Levi foi o primeiro brasileiro a fundar um escritório focado no campo arquitetônico.Foto: Acervo familiar.Rino Levi foi o primeiro brasileiro a fundar um escritório focado no campo arquitetônico.Foto: Acervo familiar.

Em 1926, quando o brasileiro, filho de italianos, Rino Levi (1901-1965) chegou em São Paulo, depois de estudar na Escola Superior de Arquitetura de Roma, a cidade crescia atabalhoadamente. Coube a este arquiteto e urbanista harmonizar e integrar arquitetura, artes e natureza e atuar diretamente na metropolização paulistana. Tem a sua marca, a verticalização do centro com atividades de serviço, comércio, lazer e cultura e a expansão horizontal formatada por bairros residenciais. Devem-se a ele, ainda, a diversificação e a especialização das atividades econômicas e profissionais em torno da arquitetura. A sua trajetória, em suma, se confunde com a história e a cultura da cidade que ajudou a construir. Este percurso pode ser conferido na Ocupação Rino Levi, no Itaú Cultural, de 29 de fevereiro a 12 de abril.

“O Pasquim 50 anos” está em cartaz na unidade Sesc Ipiranga, em São Paulo, até 12 de abril. Foto: Divulgação.“O Pasquim 50 anos” está em cartaz na unidade Sesc Ipiranga, em São Paulo, até 12 de abril. Foto: Divulgação.

O Sesc Ipiranga, na zona sul de São Paulo, exibe uma exposição para celebrar os 50 anos dojornal O Pasquim. A mostra, que é gratuita e fica em cartaz até abril de 2020, usa do título O Pasquim 50 anos para relembrar capas memoráveis e trabalhos censurados desse semanário que, com ironia e humor, atuou na resistência contra a opressão e a rigorosa censura imposta peladitadura civil-militar.

APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio