Exposição interativa ‘Diálogo com o Tempo‘ reflete sobre os vários aspectos do envelhecimento - São Paulo São

“Diálogo com o Tempo“ no Museum for Communication, em Frankfurt.“Diálogo com o Tempo“ no Museum for Communication, em Frankfurt. Foto: Uwe Dettmar. “Diálogo com o Tempo“ no Museum for Communication, em Frankfurt.“Diálogo com o Tempo“ no Museum for Communication, em Frankfurt. Foto: Uwe Dettmar.

Depois de exibida na Alemanha, Suíça, Finlândia, Israel, Singapura e Taiwan, a exposição Diálogo com o Tempo chega pela primeira vez à América Latina, na Unibes Cultural.

A iniciativa, apresentada pelo Circuito Cultural Bradesco Seguros, traz uma experiência interativa e intergeracional, onde sensações limitantes vividas pelo envelhecimento e os efeitos físicos desta passagem de tempo são simuladas, oferecendo uma possibilidade de reflexão sobre um tema cada vez mais presente na sociedade: a longevidade e nossa dificuldade em lidar com suas questões.

“Para mim, envelhecer significa permanecer atento, com mente aberta, aumentando o meu aprendizado diariamente e transmitindo minha experiência, se me permitem.” Ulrich Bieck, 77. Foto:Bert Bostelmann.“Para mim, envelhecer significa permanecer atento, com mente aberta, aumentando o meu aprendizado diariamente e transmitindo minha experiência, se me permitem.” Ulrich Bieck, 77. Foto:Bert Bostelmann.

“Refletir e introduzir o tema da longevidade de forma ampla, reflexiva e potente é um dos nossos grandes desafios”, diz Bruno Assami, diretor executivo da Unibes Cultural, que completa: “Temos alguns estigmas sociais a serem vencidos em nossa sociedade e, sem duvida, este é um deles. Estamos bastante entusiasmados de poder trazer, ineditamente, ao Brasil esta exposição, que aborda o tema de forma única e pode contribuir para o nosso processo de civilidade”.

A exposição Diálogo com o Tempo fica em cartaz de abril a outubro de 2018 e permite que os visitantes experimentem o mundo das pessoas idosas ao apresentar vários aspectos sobre a idade de forma criativa, educativa e divertida. Ao mesmo tempo, reafirma o papel da Unibes Cultural como hub da cultura, do empreendedorismo criativo e das causas sociais na cidade de São Paulo – com a intenção de apoiar um debate positivo sobre o envelhecimento e diminuir perspectivas negativas sobre o avanço da idade. 

A iniciativa permite uma experiência interativa e intergeracional. Foto: DSE.A iniciativa permite uma experiência interativa e intergeracional. Foto: DSE.

Envelhecer não significa necessariamente declínio, isolamento e perda e quem mostra isso aos visitantes, seguindo o conceito das exposições criadas pela empresa alemã Dialogue Social Enterprise, são os próprios idosos, com idades entre 70 e 90 anos, que trabalham como guias facilitadores e comunicam estes aspectos. Eles são os especialistas que lideram e estimulam este especial diálogo intergeracional, ao compartilhar suas experiências sobre o envelhecimento e apresentar suas capacidades.

“No século XXI, este é um dos mais preciosos fatos que demandará um enorme compromisso de todos nós para lidarmos com esse entendimento. Pensar que a jornada da vida pode e deve ser uma agenda propositiva e de realizações múltiplas faz com que Diálogo com o Tempo seja um grande farol dessa perspectiva”, finaliza Assami.

Por quê?

A exposição Diálogo com o Tempo fica em cartaz de abril a outubro de 2018. Foto: Uwe Dettmar. A exposição Diálogo com o Tempo fica em cartaz de abril a outubro de 2018. Foto: Uwe Dettmar.

Envelhecer é uma das mais importantes questões sociais da atualidade, especialmente frente a mudanças demográficas que estão acontecendo no mundo. É um tema crucial e (ainda) desconfortável, mas que precisa ser encarado. Em 2050, um terço da população mundial estará acima dos 65 anos e um grande número dessas pessoas poderá alcançar uma idade muito avançada.

Diálogo com o Tempo tem o potencial de agir como uma base importante para chamar a atenção para as condições humanas básicas que as pessoas idosas merecem, e, por outro lado, reduzir o medo do envelhecimento frente a uma geração mais jovem.

“Em minha opinião, envelhecer significa independência e ter tempo suficiente para investir em assuntos sociais que significam muito para mim.” Ursula Dossier, 77. Foto: G2 Baraniak.“Em minha opinião, envelhecer significa independência e ter tempo suficiente para investir em assuntos sociais que significam muito para mim.” Ursula Dossier, 77. Foto: G2 Baraniak.

No Diálogo com o Tempo, os visitantes sentem que um envelhecimento feliz e saudável é possível e deve ser o objetivo de cada um, passando por seis ambientes cenograficamente desenvolvidos:

®  Prólogo: Envelhecer é um processo natural.
®  Sala de Diálogo 1: Envelhecer é um assunto pessoal.
®  Sala Amarela: A diversidade do envelhecimento – Limitações.
®  Sala Rosa: A diversidade do envelhecimento – Oportunidades.
®  Sala de Diáologo 2: O futuro da idade avançada.
®  Epílogo: Nunca é tarde demais!

Informações complemantares sobre a exposição no mundo

“Refletir e introduzir o tema da longevidade de forma ampla, reflexiva e potente é um dos nossos grandes desafios.“ Bruno Assami. Foto: G2 Baraniak.“Refletir e introduzir o tema da longevidade de forma ampla, reflexiva e potente é um dos nossos grandes desafios.“ Bruno Assami. Foto: G2 Baraniak.O The Israel Children’s  Museum, em Holon, Israel, foi a sede da primeira exposição, inaugurada em agosto de 2012, e hoje abriga a única edição permanente da exposição.

Na Alemanha, o Museum for Communication, em suas sedes em Frankfurt e Berlim, recebeu o Diálogo com o Tempo entre setembro de 2014 e agosto de 2015. Em seguida o Museum for Communication de Berna, na Suíça, abrigou a exposição de novembro a dezembro de 2015. O National Taiwan Science Education Center, em Taipei, Taiwan, apresentou a exposição entre março e junho de 2016. 

Diálogo no Tempo esteve também em Vantaa, na Finlândia, onde permaneceu em cartaz no Heureka Science Center de outubro de 2016 a janeiro de 2017. Desde outubro de 2017, Diálogo no Tempo está sendo apresentado em Singapura. Depois de São Paulo, Hamburgo também receberá a exibição.

O resultado de pesquisas conduzidas em três exposições em Holon (Israel), Frankfurt e Berlim (Alemanha), entre 658 entrevistados, expressam as três principais reflexões dos visitantes:

33% - Otimismo a respeito da vida e envelhecimento
27% - Atenção a respeito do quão completa pode ser a vida na idade avançada.
15% - Impulso para começar a pensar sobre o envelhecimento na sociedade.

E as três principais sensações:

26% - Alegria
24% - Inquietação
16% - Esperança


Serviço

Exposição “Diálogo com o Tempo“
Unibes Cultural - Rua Oscar Feire, 2500 – ao lado do Metrô Sumaré.
Informações: 11 3065-4333 e http://unibescultural.org.br/
Período: de 17 de abril a 13 de outubro de 2018.
Horário: de terça-feira a sábado, das 10h30 às 12h e das 14h às 17h30.
Classificação indicativa: a partir dos seis anos.
Ingressos: R$ 30,00 | R$ 15,00 (meia).

***
Da Redação, com informações Vicente Negrão Assessoria.

 



-->