'A Cidade no Brasil', série online do Sesc TV desvenda a história da urbanização brasileira - São Paulo São

A Cidade no Brasil traz um olhar atento sobre as cidades brasileiras, desde a sua criação até a atualidade. Foto: Gabriel Barrella / Flickr Sesc TV.A Cidade no Brasil traz um olhar atento sobre as cidades brasileiras, desde a sua criação até a atualidade. Foto: Gabriel Barrella / Flickr Sesc TV.

Produzida a partir do livro de mesmo nome do antropólogo, poeta e ensaísta Antonio Risério, publicado em 2012, a série documental A Cidade no Brasil propõe, de maneira interdisciplinar e intercultural, uma reflexão sobre aspectos e dimensões do fenômeno urbano no país, a partir de depoimentos de especialistas e pensadores. Dirigida pela cineasta Isa Grinspum Ferraz, a série conta com 10 episódios disponíveis para serem assistidos gratuitamente online no website do SescTV.

A Cidade no Brasil traz um olhar atento sobre as cidades brasileiras, desde a sua criação até a atualidade. “Com a série, pretendemos fazer uma espécie de ‘arqueologia’ da cidade brasileira, buscando ver e pensar nas várias camadas que a cidade de hoje encobre, desde nossas raízes indígenas, lusas e negras até os dias de hoje”, explica Isa Grinspum Ferraz. Ela comenta que as cidades são lugares de invenção, multiplicidade, tolerância e intolerância, de trocas e de expressões de criatividade cultural, além de discriminação, segregação e exploração. “Vamos mergulhar nesse universo com os olhos voltados para o futuro”, completa a diretora.

Dirigida pela cineasta Isa Grinspum Ferraz, a série conta com 10 episódios disponíveis para serem assistidos gratuitamente online no website do SescTV. Foto: Gabriel Barrella / Flikr Sesc TV.Dirigida pela cineasta Isa Grinspum Ferraz, a série conta com 10 episódios disponíveis para serem assistidos gratuitamente online no website do SescTV. Foto: Gabriel Barrella / Flikr Sesc TV.

Antonio Risério chama a atenção para a crise urbana que o Brasil vive hoje, para ele, a maior de toda a história do país. “Daí que seja urgente e necessário conversar sobre o assunto. Até porque, há décadas, nossos governantes não movem uma palha para tentar mudar as coisas. A transformação tem de ser pensada, defendida e liderada por nós”, explica. Risério é um dos entrevistados da série, juntamente com a também antropóloga Manuela Carneiro da Cunha, o cientista Carlos Nobre, os arquitetos e urbanistas Alexandre Delejaicov, Ermínia Maricato, Guilherme Wisnik, Hugo Segawa, Marta Bogéa, Paulo Ormindo e Renato Cymbalista, os produtores culturais Bruno Ramos e Sérgio Vaz, o educador Eduardo Cardoso, a arqueóloga Cristina Barreto, entre outros.

A produção aborda também as especificidades das cidades brasileiras em relação às cidades no mundo, e a diferença entre centro e periferia. Foto: Gabriel Barrella / Flickr Sesc TV.A produção aborda também as especificidades das cidades brasileiras em relação às cidades no mundo, e a diferença entre centro e periferia. Foto: Gabriel Barrella / Flickr Sesc TV.

A série é pontuada por imagens de arquivos garimpadas em cinematecas e centros culturais do Brasil, de Portugal e da França, e outras atuais filmadas nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Ouro Preto, Mariana, Recife, Salvador e Belém. Seu primeiro episódio, A Cidade, conceitua esta área geográfica, discute como agem e se organizam seus habitantes e questiona sobre o processo de urbanização no Brasil. A produção aborda também as especificidades das cidades brasileiras em relação às cidades no mundo, e a diferença entre centro e periferia, que está sendo amenizada por meio das ações de coletivos de artistas e movimentos em prol de uma construção mais social e democrática da cidade.

“Vamos mergulhar nesse universo com os olhos voltados para o futuro”, diz a diretora. Foto: Gabriel Barrella / Flickr Sesc TV.“Vamos mergulhar nesse universo com os olhos voltados para o futuro”, diz a diretora. Foto: Gabriel Barrella / Flickr Sesc TV.

Episódios

Para mais informações sobre a série documental A Cidade no Brasil, acesse a página do SescTV.

***
Fonte: ArchDaily.