Expoente do surrealismo e do dadaísmo, Man Ray ganha retrospectiva inédita em São Paulo - São Paulo São

'Tears', famosa fotografia dos anos 1930, foi usada como cartaz da mostra "Man Ray em Paris" Foto: Man Ray / Reprodução.'Tears', famosa fotografia dos anos 1930, foi usada como cartaz da mostra "Man Ray em Paris" Foto: Man Ray / Reprodução.

Esta retrospectiva, apresentada pela primeira vez no Brasil, abrange a imensa e multiforme obra de Man Ray, quase 130 anos após seu nascimento. Conhecido principalmente por sua fotografia, mas também criador de objetos, realizador de filmes e faz-tudo genial, Man Ray chega a Paris em 1921, onde permanece até a Segunda Guerra Mundial e para onde retorna definitivamente em 1951. Foi nessa cidade que sua arte original se desenvolveu e mais repercutiu.

"Autoportrait" (Autorretrato) de Man Ray, por volta de 1930, impressão em gelatina e prata de época Foto: Man Ray 2015 Trust/ Divulgação."Autoportrait" (Autorretrato) de Man Ray, por volta de 1930, impressão em gelatina e prata de época Foto: Man Ray 2015 Trust/ Divulgação.

“Man Ray em Paris”, que é inédita, destaca a trajetória do artista durante o seu período de maior efervescência criativa. A exposição reúne 255 obras, entre objetos, vídeos, fotografias e serigrafias, criadas durante os anos em que Ray, um dos expoentes dos movimentos dadaísta e surrealista, viveu em Paris entre 1921 e 1940. 

"Magnolia", 1926, Impressão em gelatina e prata dos anos 1960. Foto: Divulgação."Magnolia", 1926, Impressão em gelatina e prata dos anos 1960. Foto: Divulgação.

Das primeiras obras dadaístas ao retrato e à paisagem, da moda às imagens surrealistas, de seus trabalhos comerciais a uma seleção de seus objetos e filmes, e à sua vontade de revelar outra realidade, reúnem-se nesta exposição toda a complexidade e a riqueza do que ele nos legou.

Fotografia da série 'Érotique voilée', com a modelo Meret Oppenheim, de Man Ray. Foto: Man Ray / Reprodução.Fotografia da série 'Érotique voilée', com a modelo Meret Oppenheim, de Man Ray. Foto: Man Ray / Reprodução.

Com curadoria de Emmanuelle de l’Ecotais, especialista no trabalho do artista e responsável por seu Catálogo Raisonée, a mostra irá ocupar o CCBB SP e será dividida em duas categorias. A primeira trata da fotografia como um instrumento de reprodução da realidade, focando-se em seus famosos retratos – seu ateliê era uma referência entre a vanguarda intelectual que circulava pela Paris da década de 1920 -, nos ensaios para a grife de Paul Poiret e em fotos para reportagens. Já na segunda, outro lado se revela: o da manipulação da fotografia em laboratório com o intuito de criar superposições, solarizações e “rayografias”, um termo criado por Man Ray (do inglês “rayographs”), em alusão a si mesmo. Assim, portanto, ele inventa a fotografia surrealista.

Lee Miller usando um vestido de Lucien Lelong, sentada no carrinho de mão de Oscar Domínguez (1937). Foto: Man Ray / DivulgaçãoLee Miller usando um vestido de Lucien Lelong, sentada no carrinho de mão de Oscar Domínguez (1937). Foto: Man Ray / Divulgação

No dia 21 de agosto, às 19h, a curadora Emmanuelle De l'ecotais conversa com o público sobre a trajetória de Man Ray, com entrada franca mediante retirada de senha a partir de 1 hora antes do início do evento. Sujeito à lotação.

Depois do CCBB SP, a mostra segue para a unidade de Belo Horizonte, entre 11 de dezembro e 17 de fevereiro de 2020. 

"Les Doigts d'amour de Main Ray" [Os dedos de amor de Main Ray (sic), a linha, a cor, a forma, o espaço, o ar], 1959, Raiografia, impressão em gelatina e prata de época. Foto: Divulgação."Les Doigts d'amour de Main Ray" [Os dedos de amor de Main Ray (sic), a linha, a cor, a forma, o espaço, o ar], 1959, Raiografia, impressão em gelatina e prata de época. Foto: Divulgação.

Serviço

“Man Ray em Paris”
Data: 21/08 a 28/10/2019. 
Local: Centro Cultural Banco do Brasil. 
Endereço: Rua Álvares Penteado, 112 - Centro – São Paulo/SP.
Local: térreo, 1º, 2º, 3º e 4º andares.
21 de agosto a 28 de outubro de 2019.
Todos os dias, das 9h às 21h, exceto às terças.

**
Da redação com informações CCBB / SP.



APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio





 
 
APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio