'Floresta de Números', a primeira exposição da artista e arquiteta Emmanuelle Moureaux no Brasil - São Paulo São

Mostra em São Paulo apresenta grande instalação que já passou por museus e galerias do Japão, França, Itália e Taiwan.Foto: Carol Quintanilha.Mostra em São Paulo apresenta grande instalação que já passou por museus e galerias do Japão, França, Itália e Taiwan.Foto: Carol Quintanilha.

Farol Santander São Paulo, centro de cultura, empreendedorismo, lazer e gastronomia, abre em 19 de fevereiro (sexta-feira), a primeira exposição no Brasil da artista e arquiteta francesa Emmanuelle Moureaux. Intitulada Floresta de Números, a mostra, com produção de Angela Magdalena (Madai) e Julia Brandão (Ayo) tem curadoria da própria artista, fica em cartaz até 23 de maio de 2021.

Inspirada nas variadas camadas e cores de Tóquio, cidade que escolheu para viver, Emmanuelle criou para o seu trabalho o conceito de shikiri, que consiste na divisão e criação de espaços utilizando as cores como elementos tridimensionais.

Desenvolvida por Moureaux em 2017 para a comemoração de dez anos do The National Art Center (Tóquio), a instalação que será exibida no 23º andar do Farol Santander é homônima ao título da mostra e conecta arte, design e arquitetura.

Nascida na França e radicada no Japão, a artista e arquiteta se inspira nas cores e camadas de Tóquio em seus trabalhos. Foto: Carol Quintanilha.Nascida na França e radicada no Japão, a artista e arquiteta se inspira nas cores e camadas de Tóquio em seus trabalhos. Foto: Carol Quintanilha.

“Esta imensidão colorida em nossa frente, acompanhada pelo silêncio desconhecido na cidade de São Paulo, nos transporta para a contemplação e relaxamento que muitos buscam em suas rotinas. Estamos lisonjeados por abrigar no prédio ícone de São Paulo, construído na década de 1940, a obra de uma artista que utiliza suporte contemporâneo e transita tão brilhantemente entre diferentes vertentes artísticas.”; destaca Patrícia Audi, vice-presidente executiva de Comunicação, Marketing, Relações Institucionais e Sustentabilidade do Santander Brasil.

A obra de Emmanuelle Moureaux provoca uma sensação de quietude em todo ambiente expositivo, preenchido por mais de quinze mil peças numéricas de 0 a 9, feitas de papeis e fios em cem tonalidades de cores. Os números coloridos são suspensos no ar e alinhados em camadas, numa imersão à floresta colorida em grades tridimensionais, pela qual o público pode caminhar entre as fileiras numerais.

A instalação foi desenvolvida por Moureaux em 2017 para a comemoração de dez anos do The National Art Center (Tóquio). Foto: Carol Quintanilha.A instalação foi desenvolvida por Moureaux em 2017 para a comemoração de dez anos do The National Art Center (Tóquio). Foto: Carol Quintanilha.

A instalação Floresta de Números (2017) faz parte da série “100 cores”, iniciada em 2013 pela arquiteta, com obras que proporcionam um aumento do impacto visual ao público, quando se deparam com cem tonalidades de cores diferentes, sendo exibidas de forma simultânea e um mesmo ambiente. A obra já foi exibida em museus e galerias da Itália, França e Taiwan, além do Japão, sendo adaptada aos ambientes e espaços expositivos.

Sobre Emmanuelle Moureaux

Emmanuelle Moureaux. Foto: Carol Quintanilha.Emmanuelle Moureaux. Foto: Carol Quintanilha.

Nascida na França. Residente em Tóquio desde 1996. Fundadora da emmanuelle moureaux architecture + design. Inspirada pelas camadas e cores que constroem uma profundidade e densidade complexas nas ruas de Tóquio, e por elementos espaciais tradicionais japoneses, como painéis corrediços, ela criou o conceito de shikiri, que significa literalmente “dividir (criar) espaços com cores”. Usando as cores como sua assinatura, suas obras reúnem diversos projetos, incluindo o projeto arquitetônico para o Banco Sugamo Shinkin, a concepção do espaço do ABC Cooking Studio, instalações artísticas para a UNIQLO e ISSEY MIYAKE, a série de instalações artísticas “100 colors” (ou “100 cores”), e “Floresta de Números”, no National Art Center de Tóquio. É professora adjunta na Tohoku University of Art and Design.

Protocolos de segurança e saúde

A obra de Emmanuelle Moureaux provoca uma sensação de quietude em todo ambiente expositivo. Foto: Carol Quintanilha.A obra de Emmanuelle Moureaux provoca uma sensação de quietude em todo ambiente expositivo. Foto: Carol Quintanilha.

Para zelar pela segurança e saúde de seu público e funcionários, haverá medição de temperatura e tapetes sanitizantes e secantes para ingresso no prédio; será obrigatório o uso de máscaras; dispensers de álcool em gel estarão disponíveis em todos os andares do edifício e o ambiente também contará com sinalizações para que todos respeitem o distanciamento de 1,5 metro. O Farol ainda reforçou o serviço de limpeza e higienização de todo o prédio.

Serviço

Floresta de Números.
Farol Santander São Paulo – de 19/02 a 23/05.
Onde: Rua João Brícola, 24 – Centro (estação São Bento – linha 1, azul do metrô).
Site Farol Santander: farolsantander.com.br
Telefone: (11) 3553-5627.
Funcionamento: terça-feira a domingo.
Horários: 10h às 20h.
** Horários sujeitos a alteração de acordo com possíveis novas determinações das autoridades públicas. Consulte o site.
Ingressos: R$ 25,00 (visitação completa ao Farol Santander) site e bilheteria física no local.
Compra online: https://bileto.sympla.com.br/event/66583/d/94542
Crianças de até 2 anos e 11 meses não pagam ingresso. A partir dos 3 anos, pagam meia entrada e, a partir dos 12 anos, é necessária a apresentação de RG e carteirinha de estudante para o pagamento da meia.
Classificação: Livre.

*** 
Com informações Marra Comunicação.  

 



APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio