Vila Itororó é reinaugurada como centro de cultura, lazer e empreendedorismo - São Paulo São

O Centro Cultural Vila Itororó acaba de ser plenamente inaugurado em São Paulo, depois de anos de espera. Foto: Edson Lopes Jr. / SECOM.O Centro Cultural Vila Itororó acaba de ser plenamente inaugurado em São Paulo, depois de anos de espera. Foto: Edson Lopes Jr. / SECOM.

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, reinaugurou na última sexta-feira (10) o Centro Cultural Vila Itororó, na região central da cidade, com programação 100% gratuita. O espaço de 6 mil m² conta agora com dez edificações que abrigarão as mais diversas atividades artísticas e de lazer. Anteriormente, apenas a área do Galpão estava disponível para performances.

Espaço localizado na Bela Vista foi reaberto e conta com mais de dez edificações, que abrigarão atividades artísticas e de lazer. Foto: Edson Lops Jr. / SECOM.Espaço localizado na Bela Vista foi reaberto e conta com mais de dez edificações, que abrigarão atividades artísticas e de lazer. Foto: Edson Lops Jr. / SECOM.

A “Vila” foi tombada pelo CONPRESP (Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo) em 2002 e pelo CONDEPHAAT (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico), em 2005. Sua restauração teve início em 2013.

Foto: Edson Lops Jr. / SECOM.Foto: Edson Lops Jr. / SECOM.

Foto: Edson Lops Jr. / SECOM.Foto: Edson Lops Jr. / SECOM.

A secretária municipal de Cultura, Aline Torres, destacou que o centro cultural tem um simbolismo muito grande. “A Vila Itororó completará cem anos em 7 de setembro de 2022. Foi feito com recurso público, com apoio da Lei Rouanet e com muito apoio. Hoje está sendo aberto para a sociedade apropriar-se dele”, afirmou a secretária.

Atrações

Foto:Edson Lopes Jr. / SECOM.Foto:Edson Lopes Jr. / SECOM.

Foto: Edson Lops Jr. / SECOM.Foto: Edson Lops Jr. / SECOM.A reabertura foi marcada pela iluminação cênica da artista Lígia Chaim, intitulada “Fonte de Luz do Itororó”, assim como os shows de Jairo Pereira e do projeto de música eletrônica, com projeções de vídeo arte Freebeats. No sábado (11) o Vila estreia no circuito cultural paulistano, integrando a Jornada do Patrimônio, que reúne atividades diversas ligadas à memória da cidade.

Cinema e aprendizado

Foto: Edson Lopes Jr. / SECOM.Foto: Edson Lopes Jr. / SECOM.Shows, feiras gastronômicas e de artesanato, assim como oficinas, exposições e um café farão parte das atrações fixas do complexo. Futuramente, o acervo da biblioteca que já está funcionando no local será integrado ao Sistema Municipal de Bibliotecas de São Paulo.

Sessões de cinema ao ar livre também estão previstas na programação do Itororó, com o projeto Cine Clube Éden. Trata-se de uma homenagem ao Clube Éden Liberdade, espaço esportivo que funcionava no imóvel.

Além de opções de lazer, o complexo conta com uma unidade do Fab Lab, rede de laboratórios públicos com 13 espaços espalhados pela cidade. Nesses locais é possível fazer cursos de diversas áreas como criação de jogos, costura ou modelagem 3D. Artesãos e pequenos empreendedores da região também podem usar os equipamentos do Fab Lab para produzir itens como roupas, artesanato e até cenários para peças teatrais.

Serviço

Vila Itororó
Endereço: R. Maestro Cardim, 60 - Bela Vista, São Paulo.
Informações: https://vilaitororo.prefeitura.sp.gov.br/ 

***
Com informações da SECOM.

 



APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio