Grupo Satyros lança filme baseado em personagens do centro de SP - São Paulo São


'Hipóteses para o Amor e a Verdade', adaptação de uma peça homônima, acompanha a trajetória de 11 personagens criados a partir de mais de 200 entrevistas com frequentadores da Praça Roosevelt.
 

A cidade de São Paulo, com toda sua efervescência, contradições, encontros e desencontros, é o personagem principal do primeiro filme do Grupo Satyros, que estreia nesta quinta-feira (20) no Cine Belas Artes, na capital paulista. Hipóteses para o Amor e a Verdade, dirigido por Rodolfo García Vázquez e adaptado de peça homônima, acompanha a trajetória de 11 personagens que se cruzam durante uma noite na metrópole.

O longa-metragem de 85 minutos é uma ficção baseada em entrevistas feitas com mais de duzentos frequentadores dos arredores da Praça Roosevelt: moradores, prostitutas, traficantes, empresários, transexuais, michês, atores, músicos etc. O resultado é uma trama tensa costurada sobretudo com solidão, sentimento que liga todos os personagens principais.

Interpretada pela humorista e drag queen Nany People, uma radialista apresenta informações e curiosidades sobre a cidade: “A população da grande São Paulo é de 19.822.772 pessoas, o que faz da capital paulista a maior metrópole da América do Sul. Aproximadamente três milhões de seus moradores não têm acesso à habitação formal ou vivem em condições precárias. Por outro lado, aproximadamente 30 mil milionários vivem na metrópole. Em seus 221 mil quarteirões, 6,5 milhões de automóveis circulam transportando pessoas que vivem suas vidas de forma quase sempre solitária. Cerca de 383 mil de seus habitantes não sabem ler ou escrever. Aproximadamente 20 mil indústrias estão instaladas em seus limites, gerando emprego para mais de 1,5 milhão de trabalhadores que se dedicam ao trabalho ficando longe de suas casas e famílias mais de 12 horas por dia”, diz a radialista. Sua locução revem a cada parte que divide o filme: Luz, Consolação e Paraíso que, não por coincidência, também são nomes de três estações de metrô.

O filme conta a história de uma prostituta grávida, do funcionário de um escritório que depois de três anos sem férias não quer ir viajar sozinho, de um casal que tem o filho pequeno assassinado e de um nerd que procura na internet o alívio para sua solidão.

Trabalhadores em fábricas, escritórios, o vai-e-vem das ruas, a vida noturna, o sexo, as drogas, a diversidade, a violência, a diversão… Em Hipóteses para o Amor e a Verdade, a companhia de teatro e o diretor do filme representam algumas das facetas da maior cidade do país. Com uma pegada por vezes bastante teatral, a equipe fez do filme uma intensa e dramática declaração de amor à cidade.

Assista o trailer: https://youtu.be/aVI4okQgqLU

Xandra Stefanel, especial para RBA.

 


APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio





 
 
APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio