Exemplos - São Paulo São

São Paulo São Exemplos

Desenterrar os rios da cidade para criar novos espaços de lazer é uma solução urbana amplamente adotada por diversas cidades ao redor do mundo. Em cinco anos a capital da Coreia do Sul ressuscitou seu principal rio, o Cheonggyecheon, que estava enterrado sobre ruas expressas e viadutos, devolvendo à cidade uma área verde, mais silêncio e parte de sua história. Milão segue o mesmo caminho: há pouco tempo o prefeito da cidade italiana Giuseppe Sala propôs reabrir os canais navegáveis do bairro de Navigli.

Há 25 anos, um evento na pacata Suíça chamou a atenção da Europa. No centro de Zurique, o Platzpitz Park foi evacuado pela polícia, com centenas de usuários de drogas sendo alvo de repressão após passar praticamente toda a década de 1980 ocupando a região. Mas o que parecia ser a solução para um quadro parecido com o da Cracolândia de São Paulo era o início de uma disputa entre traficantes, usuários e autoridades.

A cada dois anos, a consultoria dinamarquesa Copenhagenize publica um ranking das 20 cidades mais amigáveis do mundo para o ciclismo. A medição foi realizada pela primeira vez em 2011 e até hoje é considerada uma das mais importantes no assunto, porque a empresa é dedicada a promover o uso da bicicleta como meio de transporte e não apenas como um meio recreativo - em sua estratégias de desenho urbano está focada nas pessoas e aconselha governos de cidades ao redor do mundo. Nos resultados deste ano há cidades icônicas na cultura de ciclismo que foram destacados e outras três que promoveram novos planos de mobilidade sustentável e apareceram no top 20.