As melhores cidades do mundo para se viver segundo ranking da revista "The Economist" - São Paulo São

User Rating: 5 / 5

Melbourne é a melhor cidade do mundo para se viver, segundo o ranking anual elaborado pela revista The Economist e divulgado nesta quarta-feira (16/08). Viena e Vancouver aparecem na sequência, em lista que leva em conta questões como estabilidade, educação e segurança.

As conclusões da EIU em 2017 reforçam ainda mais a liderança da metrópole australiana, que assim segue no topo pelo sétimo ano consecutivo. Outras duas cidades da Austrália aparecem entre os melhores lugares para se viver: Adelaide (5) e Perth (7).

A Alemanha só conseguiu emplacar uma cidade entre as Top 10: Hamburgo, que assim manteve a mesma colocação de 2016. Frankfurt (21), Berlin (23), Munique (24) e Düsseldorf (32) também figuraram na lista.

Segundo o relatório, as cidades mais bem colocadas tendem a ter porte médio e densidade populacional relativamente baixa. "Isso possibilita estimular atividades de lazer, sem levar a altos níveis de criminalidade ou a uma infraestrutura sobrecarregada", diz o texto.

Viena, agraciada com a segunda colocação, ganhou pontos sobretudo pela baixa criminalidade. Segundo os autores do estudo, a capital austríaca registrou apenas um homicídio no ano passado.

Viena, na segunda colocação, ganhou pontos pela baixa criminalidade. Foto: ShutterstockViena, na segunda colocação, ganhou pontos pela baixa criminalidade. Foto: Shutterstock

Helsinki (9), na Finlândia, uma das três cidades europeias. Foto: Shutterstock.Helsinki (9), na Finlândia, uma das três cidades europeias. Foto: Shutterstock.

Pessaos caminham no centro histórico de Hamburgo, Alemanha. Foto: Shutterstock.Pessaos caminham no centro histórico de Hamburgo, Alemanha. Foto: Shutterstock.

Ao lado de Hamburgo e Viena, Helsinki (9), na Finlândia, foi uma das três cidades europeias a aparecer entre as dez melhores do mundo para se viver.

Na lista de 140 cidades, Damasco, na Síria, ficou em último lugar, antecedida por Lagos (139), na Nigéria; Trípoli (138), na Líbia; e Dhaka (137), em Bangladesh.

Os quesitos analisados foram estabilidade, sistema de saúde, cultura e meio-ambiente, educação e infraestrutura.

A lista das dez mais:

1. Melbourne (Austrália).
2. Viena (Áustria).
3. Vancouver (Canadá).
4. Toronto (Canadá).
5. Calgary (Canadá).
6. Adelaide (Austrália).
7. Perth (Austrália).
8. Auckland (Nova Zelândia).
9. Helsinki (Finlândia).
10. Hamburgo (Alemanha)..

***
Fonte: Deutsche Welle.