Na Espanha, Câmara de Madrid aprova plano para tirar carros do centro da cidade - São Paulo São

A medida pretende eliminar o tráfego de passagem -- sem origem ou destino no centro --, um total de 58.600 deslocamentos diários. Foto: Paul Hanna / Reuters.A medida pretende eliminar o tráfego de passagem -- sem origem ou destino no centro --, um total de 58.600 deslocamentos diários. Foto: Paul Hanna / Reuters.

A Câmara Municipal de Madrid (Espanha), aprovou na última segunda-feira, em sessão extraordinária, o projeto de encerramento ao trânsito do centro da cidade, que a partir de 30 de novembro só será acessível aos habitantes e aos condutores de veículos não poluentes.

Esta medida vinha sendo preparada desde 2016 e é a mais importante da legislatura da autarquia presidida por Manuela Carmena, do movimento Agora Madrid (uma coligação de partidos de extrema-esquerda), que os socialistas do PSOE também apoiam.

O objetivo é a redução da poluição em 40% e a diminuição do tráfego em 37%, para que seja mais agradável aos pedestres andarem na zona central, que também deverá ficar mais bem preparada para as bicicletas e outros meios de transporte sustentáveis.

“É um dia muito importante no que diz respeito ao combate à poluição e à preservação da saúde dos cidadãos. Me atreveria a dizer que é um dia histórico”, disse a responsável pelo Meio Ambiente e a Mobilidade da autarquia, Inés Sabanés, que anunciou a aprovação do projeto.

Faixas vermelhas indicarão tráfego restrito na região central de Madri. Foto: Kike Para / El País.Faixas vermelhas indicarão tráfego restrito na região central de Madri. Foto: Kike Para / El País.

A medida, que teve a oposição dos partidos de direita (Partido Popular e Cidadãos), pretende eliminar o tráfego de passagem — sem origem ou destino no centro -, um total de 58.600 deslocamentos diários, segundo as previsões do município.

Leia também: 


***
Fonte: Agência Lusa.



-->