'Thornton Budgens': em Londres, o primeiro supermercado britânico livre de embalagens de plástico - São Paulo São

Muitas iniciativas foram tomadas para reduzir o uso de plástico e um supermercado em Londres elevou esse nível. Foto: Divulgação.Muitas iniciativas foram tomadas para reduzir o uso de plástico e um supermercado em Londres elevou esse nível. Foto: Divulgação.

Um supermercado do norte de Londres se tornou, no final do ano passado, o primeiro da Grã-Bretanha a introduzir zonas livres de plástico, em um movimento que os ativistas acreditam que estimulará as cadeias gigantescas a seguir o exemplo.

O Thornton Budgens em Belsize Park converteu mais de 1.700 produtos de linha em embalagens não plásticas em praticamente 10 semanas, parte de uma jornada para levar a loja a ser "virtualmente livre de plástico" dentro de três anos.

Apoiado pelas celebridades residentes locais, o ator Jim Broadbent e a atriz Dame Janet Suzman, o supermercado afirma ter se tornado um "experimento público" em como vender alimentos de forma mais sustentável.

Ele segue a introdução do primeiro corredor livre de plástico do mundo em um supermercado holandês de Amsterdã em fevereiro do ano passado. No entanto, a escala de ambição na loja de Londres é maior, com tudo, desde vegetais, batatas fritas e queijo, até carne de caça selvagem, como esquilo oferecidos em embalagens não plásticas.

Pão fresco envolto em papel e não em plástico. Foto: Divulgação.Pão fresco envolto em papel e não em plástico. Foto: Divulgação.

A iniciativa se segue a crescente preocupação global sobre os danos causados pelos itens de plástico de uso único na vida marinha, intensificados em parte pela série Blue Planet II de David Attenborough, que foi ao ar no ano passado.

Andrew Thornton, dono da franquia Budgens, disse: "Esperamos que, o que estamos fazendo aqui desafie os executivos das redes Sainsbury's, Tesco e outros. Assim que um deles se virar para os grandes produtores como Coca-cola, Heinz ou Unilever e disser "a menos que você pare de nos enviar produtos em plástico, nós não vamos estocá-los", a mudança virá muito rapidamente.

Para muitos produtos, as embalagens plásticas foram substituídas por sacos de papel antiquados feitos de celulose, um componente estrutural das paredes celulares das plantas verdes. Enquanto isso, para os 300 queijos diferentes da loja, uma nova embalagem de cera teve que ser desenvolvida. Thornton disse ao The Daily Telegraph que as vendas caíram inicialmente porque os clientes ficaram desanimados por não conseguirem ver o queijo, mas em seguida foi encontrada uma nova embalagem transparente não plástica que resolveu o problema.

Queijo e bacon pré-embalados no supermercado. Foto: Divulgação.Queijo e bacon pré-embalados no supermercado. Foto: Divulgação.

Sian Sutherland, co-fundadora do grupo da campanha A Plastic Planet, que está trabalhando com Thornton Budgens, disse que a transição estava sendo auxiliada por produtores "desafiadores" mais confortáveis com a embalagem de seus produtos sem plástico. "As grandes marcas são como caracóis com seu ritmo de mudança," ela disse. "O que estamos fazendo é uma deixar uma porta aberta para as novas tecnologias de embalagem". Entre os produtos comercializados está o primeiro bacon pré-embalado sem plástico do Reino Unido.

Sutherland disse que o sucesso da medida do Thornton Budgens, vai desmentir as afirmações de que o progresso na substituição dos plásticos só pode ser feito de forma gradativa. "Vamos ser um laboratório vivo e funcional", disse ela."Todos os outros supermercados podem olhar e aprender com o que estamos fazendo. Convertemos 1.700 produtos de linha em apenas dez semanas, mas isso é apenas o começo."

Leia também: 

***
Com informações: The Telegraph (inglês).