Prefeitura de Paris anuncia plano para tornar a cidade 100% ciclável - São Paulo São

Sempre dar mais espaço para mobilidade suave, assumindo o que os carros agora ocupam. Planos de Anne Hidalgo são conhecidos. Foto: Joe Robinson / Cyclist.Sempre dar mais espaço para mobilidade suave, assumindo o que os carros agora ocupam. Planos de Anne Hidalgo são conhecidos. Foto: Joe Robinson / Cyclist.

Esta semana, Anne Hidalgo, prefeita de Paris anunciou uma grande atualização da infra-estrutura ciclística da cidade o que poderá torná-la uma das mais amigáveis do mundo para os ciclistas.

Entre hoje e 2026, a Prefeitura anunciou, Paris ganhará 180 quilômetros de novas pistas cicláveis segregadas e permanentes. Como parte do novo 'Plan Vèlo' da cidade, o número de vagas de estacionamento para bicicletas mais do que triplicará, com 180.000 vagas adicionais ao total atual de 60.000. A cidade dará especial atenção às ciclovias e à infra-estrutura ao redor dos pontos de conexão entre os subúrbios vizinhos e a cidade, para criar uma melhor integração em toda a área metropolitana.

A capital francesa está expandindo drasticamente sua rede de ciclovias segregadas e mais do que triplicando as vagas de estacionamento para bicicletas como parte de um novo investimento maciço.A capital francesa está expandindo drasticamente sua rede de ciclovias segregadas e mais do que triplicando as vagas de estacionamento para bicicletas como parte de um novo investimento maciço.

As medidas, financiadas por um orçamento de 250 milhões de euros (US$ 291 milhões), mostram não apenas o investimento da cidade em ciclismo, mas também como a sua crescente popularidade tem criado pressão para melhorias. Com um crescimento intensificado pelo pico das viagens ativas durante a pandemia, Paris convive agora com quase 1 milhão de viagens diárias de bicicleta.

O plano aborda ainda, algumas das dores do crescimento que podem surgir com esta mudança rápida. A proposta contém um reconhecimento de que alguns parisienses acharam o recente aumento rápido das bicicletas nas ruas um pouco difícil de lidar. Além de melhorias na infra-estrutura, a Prefeitura da cidade prometeu colocar a segurança dos pedestres em primeiro lugar, aumentando os controles policiais nas rotas e divulgando as regras das ciclovias.

O Boulevard Sébastopol é um dos mais procurados da capital francesa pelos ciclistas. Foto: Jean-Baptiste QuentinO Boulevard Sébastopol é um dos mais procurados da capital francesa pelos ciclistas. Foto: Jean-Baptiste Quentin

Nem todas as ciclovias que virão na atualização de bicicletas em Paris serão inteiramente novas. Enquanto 130 quilômetros das pistas anunciadas esta semana aumentarão as rotas do sistema para bicicletas, 52 quilômetros transformarão as faixas temporárias acrescentadas durante a pandemia em permanentes.

Diferentemente de outras cidades do norte da Europa, Paris não tem uma forte tradição no uso da bicicleta. Em 2010, bikes representaram apenas 3% de todos os deslocamentos realizados na cidade, em comparação com os índices de 37% em Copenhague e 33% em Amsterdã. 

***
Com informações do Bloomberg City Lab.



APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio