Fumante: pare de fumar ou pare de emporcalhar o mundo com a bituca do seu cigarro

Eu já fumei (pouco) e hoje não fumo mais. Só que não sou propriamente uma patrulheira do vício alheio. Acho que se a pessoa quer fumar, é problema dela. O pulmão é dela, a garganta é dela. Mas as bitucas do cigarro, não. Elas atingem a todos. Poluem as praias, sujam as ruas, entopem bueiros, empesteiam os rios. As bitucas são hoje a coisa que mais as pessoas jogam na rua no mundo, o dejeto número um. Calcula-se que cada um dos 1,6 bilhão de fumantes do planeta jogue quase oito bitucas no chão por dia. Ou seja, é a porquice de todas as porquices.

No verão, dá raiva de ver, misturadas à areia da praia, dezenas de bitucas de cigarro espalhadas no mesmo lugar onde as crianças brincam. As bitucas não são biodegradáveis, vão ficar por ali de oito meses até dez anos se ninguém fizer nada. Algumas pessoas parecem achar que é só o poder público quem precisa agir para que nossas cidades sejam limpas. Que elas não precisam dar sua contribuição. No Porto da Barra, em Salvador, por exemplo: toda noite a prefeitura passa uma máquina, peneirando a areia dos dejetos. Na tarde seguinte, de novo a praia está entupida de bitucas de cigarro! Um nojo. Na água, as bitucas são frequentemente confundidas com alimento pelos pobres animais marinhos…

Campanha contra os 'sujões' em Dublin. As bitucas são metade do lixo da cidade. Imagem: Divulgação.

Em uma cidade como São Paulo, cerca de 80 milhões de cigarros são consumidos por dia. Para onde vão as bitucas? Chegue perto de uma região de bares (perto da PUC, em Perdizes, na Vila Madalena…) no sábado pela manhã, após a farra da sexta, para ver como ficou o chão. Das ruas, as bitucas vão parar nos sofridos rios da capital paulista. Mais de um terço da sujeira dos rios Tietê e Pinheiros vem do lixo que as pessoas jogam na rua. E a campeoníssima é… a bituca de cigarro.

Achei ótima essa iniciativa que vi na praia de Prumirim, em Ubatuba, litoral de São Paulo. Foto: Cynara Meneses.

Os filtros do cigarro são compostos de acetato de celulose, um tipo de plástico. Atualmente, pesquisadores estão descobrindo algumas formas de reciclá-los, mas é tudo ainda incipiente. Algumas cidades, como o Rio de Janeiro, Curitiba e Paris, passaram a multar pessoas flagradas jogando bitucas nas ruas. Na capital francesa, onde fumar é um hábito quase cultural, cerca de 300 toneladas de filtros de cigarro são recolhidos por ano! Desde setembro passado, o porcão ou a porcona que jogar a bituca no chão vai ter de pagar 68 euros (304 reais) de multa. No Rio, a multa é de 150 reais e em Curitiba, 400 reais. Também estão surgindo iniciativas como os coletores de bitucas em locais públicos e os porta-bitucas individuais.

Imagem: reprodução.

Vamos combinar, fumantes: não custa nada guardar a bituca para jogar num lugar adequado! Fume seu cigarro, mas leve a sua bituca com você. Não é justo que o planeta inteiro pague pela sua falta de educação.

Assista o vídeo ‘Cigarette Butts – The Most Littered Item in the World‘ (Bitucas, o item mais espalhado do mundo) produzido pela Nature’s Emporium.

***
Cynara Meneses é jornalista com passagens pelo principais veículos da imprensa. Mantém e edita o blog Socialista Morena onde este texto foi publicado originalmente.

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.