Referência da vanguarda paulista, Grupo Rumo volta aos palcos e lança ‘Universo’, álbum de inéditas

O repertório traz 14 faixas, com canções feitas por quase todos eles, inclusive Ná Ozzetti e Akira Ueno. oto: Gall Oppido / Divulgação.

O álbum – que traz a chancela do Selo Sesc –, com lançamento previsto para abril, traz músicas inéditas e tem produção assinada pelo baixista Márcio Arantes, idealizador e mentor do convite para o disco. Aliás, o nome, “Universo”, remete a uma canção composta ainda na década de 1990, mas que nunca foi registrada em disco.
O Grupo Rumo em estúdio da TV Cultura em 1984. Foto: Acervo / Grupo Rumo.

Nesta nova empreitada, nove integrantes do antigo Rumo estão de volta. O tão esperado retorno para as diferentes gerações que acompanharam a banda será marcado por cinco shows, em abril, na capital paulista. O CD é composto só de músicas novas, algo que não acontecia com o Rumo desde o fim do grupo, em 1992. O repertório traz 14 faixas, com canções de praticamente todos os integrantes do grupo – inclusive de Ná Ozzetti e Akira Ueno, que compuseram pela primeira vez para o Rumo. Há também duas canções compostas nos anos 1990.

Geraldo Leite e Ná Ozzetti em ensaio no estúdio. Foto: Roberto Assem/Divulgação.

Um grupo que conquistou uma legião de fãs, que renovou o cenário musical brasileiro com canções diferentes, por vezes bem humoradas, sarcásticas ao extremo, com um refinamento acústico, visual e estético que marcaram época. Não é tão simples enquadrar o grupo na prateleira de gêneros. MPB, música erudita, vanguarda? Tudo isso, e mais um pouco. O grupo mantém até os dias atuais um público cativo. Isso sem citar as influências. Beberam dessa fonte artistas do naipe de Cássia Eller e Zélia Duncan, que, por sinal, assina o texto do encarte do CD.

Imagem: Roberto Assem / Divulgação.Geraldo também chama a atenção para algumas curiosidades que enriqueceram a dinâmica do projeto. “Foi incrível. Calhou de ter passado, no Canal Brasil, um documentário sobre o grupo, feito por Marina Pamplona e Flávio Pedreira, no ‘É Tudo Verdade’. Ficou incrível. Foi tudo uma feliz coincidência”, aponta. Outro que corrobora e concorda que o momento é precioso é Paulo Tati, irmão de Luiz Tatit. “Foi no Rumo que eu realmente aprendi a tocar. O Rumo era o meu hobby e a minhas escola, pois na época estudava arquitetura. O grupo tornou-se referência e modelo para muita gente boa. Quando surgiu o convite do reencontro foi uma oportunidade de reviver tudo isso. E tem a coisa do desafio, que é sempre bom”, analisa.

O CD chega antes nas plataformas digitais com o lançamento do single “Universo” no próximo dia 29 em todas as plataformas digitais de streaming. De carona, no mesmo dia, o Rumo ainda inaugura o quadro Um Plano, do Selo Sesc, com a performance da faixa-título do CD ao vivo em plano sequência, uma técnica de filmagem de vídeo sem cortes. O álbum completo chega às lojas no dia 12 de abril.

A história

No ano de 1974, o Rumo  começou a produzir canções com novo tratamento em termos de composição e de arranjo. Merecem destaque o papel das entoações da fala cotidiana nas composições e o papel da instrumentação valorizando a linha principal do canto nos arranjos. A partir de 1977, o grupo (10 integrantes) iniciou uma atividade paralela de recriação interpretativa de canções de nosso passado musical, elegendo principalmente aquelas menos divulgadas de compositores como Noel Rosa, Lamartine Babo, Sinhô e outros.

Imagem: Acervo / Grupo Rumo.

Tudo isso resultou, em 1981, na gravação de dois LPs independentes, lançados simultaneamente, que registraram os melhores momentos desses dois trabalhos realizados pelo RUMO. Esses discos (Rumo e Rumo aos Antigos), apesar da dificuldade de distribuição, atingiram a casa das 20 mil cópias vendidas e deram ao grupo dois prêmios outorgados pela APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes): “Melhor Grupo Vocal” e “Melhor Grupo Instrumental” de 1981. Muitos lançamentos depois, o Grupo apresenta seu mais novo trabalho, o álbum Universo.

Serviço

Grupo Rumo
Show e lançamento do álbum “Universo”.
De 25 a 28/04.
Local: Teatro do Sesc 24 de maio.
R. 24 de Maio, 109 – República, São Paulo – SP, 01041-001.
Ingressos Esgotados.

***
Da Redação com informações do Grupo Rumo e Sesc 24 de Maio.

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.