Morre em São Paulo o ator e diretor Antônio Abujamra

Antônio Abujamra: Ourinhos, 15 de setembro de 1932 – São Paulo, 28 de abril de 2015. Na foto com Glauce Rocha e Jardel Filho, em 1966.

Ele tinha 82 anos e atualmente comandava o programa ‘Provocações’, da TV Cultura; velório será no Teatro Sérgio Cardoso (Atualizado às 13h26) O ator e diretor de teatro Antônio Abujamra morreu na manhã desta terçafeira, 28, em sua casa em São Paulo. Abu, como era conhecido, tinha 82 anos, e morreu em decorrência de enfarte. Uma fonte próxima da família disse ao Estado que ele estava bem pela noite desta segunda, 27, mas que morreu enquanto dormia. O velório será realizado no Teatro Sérgio Cardoso e terá início no fim da tarde. Abujamra apresentava, desde 2000, o programa de entrevistas Provocações, na TV Cultura. “Agradecemos o carinho e apoio de todos que tem nos acompanhado ao longo desses 14 anos de programa”, diz uma mensagem na página oficial do programa no Facebook.

Nascido em Ourinhos (SP), em setembro de 1932, Abujamra se formou em filosofia e jornalismo pela PUC do Rio Grande do Sul, onde iniciou sua carreira como diretor e crítico de teatro. Depois de uma temporada na Europa, estreia em São Paulo, em 1961, a peça Raízes, seu primeiro trabalho profissional na área. Ainda nos anos 1960, funda o Grupo Decisão, para estudar e disseminar o teatro político de Bertolt Brecht, muda-se ao Rio e encena várias peças de sucesso, comoO Inoportuno, Electra e As Criadas. Na década de 1970, após várias intervenções da ditadura nas suas peças, alia-se ao teatro de resistência, dirigindo o monólogoMuro de Arrimo, com Antônio Fagundes, entre outras montagens. Em 1981, começa a se dedicar ao Teatro Brasileiro de Comédia, o TBC. Com a atriz Denise Stoklos, ele dirige Um Orgasmo Adulto Escapa do Zoológico, de Dario Fo, em 1984, que projeta a carreira internacional da atriz. Aos 55 anos, Abujamra inicia sua carreira de ator em telenovelas e também no teatro – uma de suas participações significativas na teledramaturgia se dá em 1989, quando interpretou o bruxo Ravengar na novela Que Rei Sou Eu?, da Globo. Durante os anos 1990, a frente do grupo de teatro Os Fodidos Privilegiados, no Rio, alcança definitivamente sucesso de público e crítica.

Fonte: Estadão. 

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.