Mumbai, maior cidade da Índia, proíbe o uso de sacolas e garrafas plásticas

Inspetores da Prefeitura, em jaquetas azuis, foram espalhados por toda a cidade para punir empresas ou moradores que ainda usam sacolas plásticas.

As penalidades já começaram a ser impostas para empresas e várias delas, incluindo o McDonald’s e a Starbucks, já foram multadas.

As penalidades variam de 5.000 rúpias (cerca de R$ 300,00) para infratores na primeira vez, a 25.000 rúpias (R$ 1.500,00) e a ameaça de três meses de prisão para aqueles que forem flagrados repetidamente usando plásticos descartáveis.

“Para a situação de poluição, é bom fazer isso, mas para as pessoas é um grande problema”, disse Kamlash Mohan Chaudhary, morador de Mumbai. “As pessoas aqui carregam tudo em sacolas plásticas”.

Chaudhary, um motorista de táxi, disse que começou a carregar uma sacola de pano e que seu vendedor local de carne de carneiro havia começado a embrulhar a carne em papel de jornal, em vez de embalar em plástico. 

A Índia comemorou recentemente o Dia Mundial do Meio Ambiente, que este ano se concentrou na epidemia de resíduos plásticos.

Aproximadamente 6,3 bilhões de toneladas de plástico globalmente foram descartadas no meio ambiente desde 1950, a maioria das quais não irá se dissolver por pelo menos 450 anos.

Metade do plástico do mundo foi criado nos últimos 13 anos e cerca de metade do produzido foi pensado para produtos usados ​​uma vez e jogados fora, como sacos, xícaras ou canudos.

De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, o alvo da proibição são as grandes empresas. Foto: Sirf News Network.

O uso de plástico na Índia é menos da metade da média global: cerca de 11 kg por ano per capita, em comparação com os 109 kg nos EUA.

A Índia tem uma das taxas mais altas do mundo de má gestão de plástico descartável, de acordo com um estudo de 2015. Invólucros de plástico, xícaras e sacolas espalhadas são comuns nas ruas das cidades e praias indianas e fazem parte das montanhas de aterros sanitários nas principais áreas metropolitanas do país, como Delhi.

***
Por Michael Safi no The Guardian (Inglês).

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.