Na Semana do Tietê, SOS Mata Atlântica promove ações em prol do maior rio paulista

Para começar, no domingo (16), duas instalações artísticas foram instalas na Avenida Paulista, na frente do Conjunto Nacional: o “Jacaré Teimoso“ e o “Privadão“. Elas representam, respectivamente, o jacaré que apareceu no rio Tietê no início da década de 1990, dando início à mobilização da sociedade pela despoluição do rio, e um grande vaso sanitário de 12 metros de altura que simboliza a ausência de instrumentos eficazes de planejamento, gestão e governança da água, sobretudo a falta de saneamento ambiental.

Curisosos pararam o trânsito na marginal para acompanhar a caça ao jacaré. Foto: Clóvis Ferreira / Estadão.

Com isso, a SOS Mata Atlântica pretende chamar a atenção da sociedade, principalmente dos candidatos ao governo do estado de São Paulo, para a importância da água na agenda estratégica brasileira e da necessidade do desenvolvimento de políticas públicas que impactem na gestão da água, com destaque para o saneamento ambiental nos municípios do estado.

“Imagine o tamanho da comoção da sociedade quando um animal do porte de um jacaré apareceu no rio Tietê. Precisamos que a população continue mobilizada pela despoluição do rio mais importante do nosso estado e que nossos governantes assumem o compromisso de dar continuidade aos investimentos no projeto Tietê. Hoje, apenas 40% do esgoto no Brasil é tratado. Precisamos mudar este cenário urgentemente“ afirma Malu Ribeiro, especialista em Água da Fundação SOS Mata Atlântica.

Quem estiver pela avenida Paulista também poderá saber mais sobre as propostas sugeridas pela ONG para os candidatos à presidência e ao governo de São Paulo. Com o nome “Desenvolvimento para Sempre“, o documento traz um conjunto de metas e compromissos que podem ser assumidos pelos próximos governantes do País.

O objetivo do #VoltaPinheiros é instaurar uma onda de engajamento para que se elabore um projeto que devolva um rio saudável aos paulistanos. Foto: Divulgação.

Nesta segunda-feira (17), Malu Ribeiro, também participará de evento do movimento #VoltaPinheiros – um dos rios mais importantes e também mais contaminado da bacia do rio Tietê – no Shopping Eldorado. Ela fará palestra sobre as possibilidades de despoluição do Pinheiros e os possíveis motivos de sua poluição. O evento contará com outros especialistas e empresas privadas de limpeza de águas e tem como objetivo preparar soluções viáveis para o rio Pinheiros. Autoridades públicas também serão convidadas para que todo o material seja compilado em um dossiê e entregue para Governo do Estado e Prefeitura de São Paulo. 

E para celebrar o Dia do Tietê, a ONG fará um encontro dos grupos do projeto Observando os Rios do Estado de São Paulo. Nessa iniciativa, moradores de diversas regiões analisam a qualidade da água do rio que impacta diretamente sua vida, cobrando ações dos poderes públicos e sociedade pela melhoria da qualidade e quantidade de água. Somente em São Paulo são mais de 1700 voluntários.

Entre as atividades da ONG está o lançamento de novos dados da poluição do Tietê no dia 22/09. Foto: SOS Mata Atlântica.

A análise da água é feita após capacitação realizada pela SOS Mata Atlântica e instrumentalização dos grupos com um kit de monitoramento desenvolvido especialmente para o projeto. Dessa forma, os voluntários realizam um monitoramento sistemático com avaliações enviadas mensalmente à organização. No evento, a ONG também apresentará dados da poluição do rio Tietê no último ano com base no levantamento de 103 grupos do estado de São Paulo. Na ocasião, os voluntários também estarão reunidos para colher e apresentar seu olhar e desejos para o futuro do rio Tietê.

“Nossa estimativa é contar com a presença de mais de 100 pessoas já engajadas nessa causa. Também convidaremos representantes de comitês de bacias, que são os representantes da sociedade com o poder de decisão sobre o futuro dos rios. Será um encontro marcante para que a voz dos voluntários seja ouvida por aqueles que decidem a gestão dos nossos rios. Queremos que as pessoas entendam a história e importância do rio Tietê e quanto mais gente se envolver, melhor“, afirma Romilda Roncatti, coordenadora do projeto Observando os Rios.

***
Com informações: SOS Mata Atlântica. Edição: São Paulo São.

Tags

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on email
No data was found

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Categorias

Cadastre-se e receba nossa newsletter com notícias sobre o mundo das cidades e as cidades do mundo.

O São Paulo São é uma plataforma multimídia dedicada a promover a conexão dos moradores de São Paulo com a cidade, e estimular o envolvimento e a ação dos cidadãos com as questões urbanas que impactam o dia a dia de todos.