Negócios - São Paulo São

São Paulo São Negócios

Imagine dirigir um veículo movido a 100% energia elétrica, que é carregado da mesma forma que o seu celular, em uma tomada comum. Superando uma autonomia de 120 km de percurso sem recarga, com custo de R$ 4,50.

Pense agora em um trânsito caótico de uma grande metrópole, com motores silenciosos e sem poluição. E, por que não, painéis fotovoltaicos gerando recarga durante o trajeto, através da energia solar?

E se pensarmos no monitoramento completo por um simples aparelho celular, somado à inteligência artificial embarcada (autônomo/semi-autônomo). Sonho ou realidade?

Cacau o fruto do chocolate. Foto: Raros Fazedores de Chocolate.Cacau o fruto do chocolate. Foto: Raros Fazedores de Chocolate.

Para fugir dos preços altos e do “mais do mesmo” dos supermercados, que tal ter uma Páscoa alternativa neste ano? Com uma porção de opções bacanas pelas feirinhas, vitrines e lojas de produtores artesanais, o que não vai faltar é qualidade na hora de fugir das marcas convencionais. Saiba onde encontrar chocolates artesanais e diferentes em São Paulo.

Ao entender que o paradigma de transporte público da sociedade atual tende a ser pouco eficiente, o Grupo Volkswagen lançou-se num grande desafio para alterar a forma como as pessoas poderão movimentar-se nas metrópoles do futuro. Para tanto, criou uma nova marca, a MOIA, que se apresenta como a 13ª companhia do grupo alemão, dispondo assim do mesmo estatuto que marcas como a Volkswagen ou a Audi.

Foto: Getty Images.Foto: Getty Images.É provável que capitais brasileiras como São Paulo e Rio de Janeiro recebam a novidade nos próximos meses. Foto: Getty Images.

Na última semana, o gigante Google anunciou em seu blog, um novo recurso para o seu Maps. O aplicativo de navegação da empresa agora será capaz de mostrar rotas adequadas para cadeirantes, pessoas com mobilidade reduzida ou pessoas com carrinhos de bebê sempre que alguém usá-lo para procurar por caminhos entre dois pontos de uma cidade. 

De acordo com a empresa, o aplicativo levará em conta informações providenciadas pelos usuários para decidir quais caminhos são mais adequados para esses casos. Ele dará preferência a trajetos mais planos e a estações de transporte público que contenham rampas ou elevadores em vez de apenas escadas. 

Imagem: Google / Ilustração.Imagem: Google / Ilustração.Imagem: Google / Ilustração.

A opção de trajetos adequados para cadeirantes aparecerá na aba de opções do aplicativo quando o usuário pesquisar um trajeto por transporte público. Em inglês, a opção se chama "Wheelchair Accessible"; em português, deverá ser algo como "acessível para cadeiras de rodas". Ao selecioná-la, o app mostrará uma série de opções de caminho que incluem locais mais simples para se navegar com cadeiras de rodas, muletas ou carrinhos de bebê.

Imagem: Google / Ilustração.Imagem: Google / Ilustração.Imagem: Google / Ilustração.

Fora isso, os trajetos mostrados incluirão links para fotos das estações de transporte público captadas por usuários ou, em alguns casos, pelo próprio Google Street View. As fotos podem ajudar as pessoas com mobilidade reduzida que usam o app a decidir se aquela estação é adequada para elas ou não.