Saiba quanto custa para abrir seu negócio sobre rodas - São Paulo São

Há muito tempo que lojas de rua e prédios comerciais deixaram de ser as únicas opções para abrigar negócios. Nos últimos anos, ficou comum encontrar pessoas que abriram empresas em caminhões, bicicletas, kombis e até contêineres.

Uma das principais vantagens desses formatos é a mobilidade, já que as estruturas podem ser levadas para diferentes pontos. O contêiner demanda mais trabalho, pois exige guindastes, mas as outras opções podem ser carregadas no mesmo dia e a um custo baixo.

Os formatos móveis também chamam a atenção dos clientes. Em geral, os empreendedores investem no apelo visual reformando a estrutura para ser um espaço que atraia os olhares dos consumidores. Eles também compram móveis, objetos e outros apetrechos para compor o cenário.

Confira alguns exemplos de negócios e saiba quanto custa investir em cada um deles:

Bicicletas
Vender produtos em bicicleta não é exatamente um negócio inovador, mas nos últimos anos a opção ganhou mais adeptos por ser uma alternativa de transporte sustentável e barata. Há desde o serviço de guia turístico até food bikes, que vendem doces e salgados. Além da bicicleta, o empreendedor vai precisar adaptar o veículo para carregar objetos ou alimentos que deseja vender. Já existem empresas que vendem bicicletas adaptadas. O preço começa em R$ 3 mil e pode ultrapassar os R$ 20 mil, dependendo da complexidade. Nesses valores está incluso somente o equipamento, há ainda os gastos com os produtos em si e demais acessórios.


Foto: Aniele Nascimento / Gazeta do Povo.
 
Contêineres
Os contêineres são estruturas de 20 ou 40 pés usadas para transporte marítimo que, depois de certo tempo de uso, são vendidas para construtoras que transformam o material em sedes de empresas ou casas. É possível fazer todo tipo de acabamento no contêiner e encaixá-lo em outras estruturas para ter uma loja mais ampla. Há desde lojas de roupas, hotéis até restaurantes. Na Delta Containers, o preço do metro quadrado do projeto completo sai entre R$1.400 e R$ 1.800. Em geral, construir em contêiner fica 30% mais barato do que em alvenaria.

Foto: Marcelo Andrade / Gazeta do Povo.
 

Food truck
Febre no Brasil, os food truck são pequenos caminhões adaptados que vendem comida e bebidas. Eles são levados para pátios fechados, em eventos corporativos, ou colocados em lugares públicos, como parques, dependendo da legislação de cada cidade. Há empresas especializadas que cobram desde R$ 20 mil a R$ 350 mil para a transformação de veículos e, segundo o Sebrae, um negócio do tipo pode precisar de até 400 mil reais de investimento.

Foto: Fernando Zequinão / Gazeta do Povo.

Kombis
Empreendedores apostam no charme da kombi para levar pequenos negócios que vão desde lojas de roupas até choperias. Entre as vantagens do modelo estão o fato de ele ser acessível financeiramente, de fácil manutenção e com bom espaço interno. Os empresários ganham dinheiro participando de eventos em pátios fechados, como festas, casamentos e confraternizações de empresas. Para abrir um negócio em Kombi, é preciso comprar o veículo e adaptá-lo. A Kombi n’ Coffee, uma cafeteria sobre rodas, saiu por R$ 30 mil, incluindo a reforma, enquanto o Mr. Hoppy Beer (foto acima), por R$ 15 mil.

Foto: André Rodrigues / Gazeta do Povo.

***
Da Redação da Gazeta do Povo.

 

 



APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio





 
 
APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio