Festival de ‘cultura maker‘ prorroga inscrições para apresentação de projetos - São Paulo São

Durante três dias em outubro, o Red Bull Station se transformará em um espaço de tecnologia e cultura faça-você-mesmo com o FAZ - Festival de Cultura Maker. Essa será a primeira edição do evento, cujo principal objetivo é fomentar o desenvolvimento desta cena, que vem crescendo e conquistando adeptos no mundo todo.

Fazedores, intervencionistas e entusiastas do movimento maker estão convidados a inscreverem seus projetos até o dia 30 de setembro para ter a chance de apresentá-los no encontro. A convocatória selecionará trabalhos em diversos estágios de desenvolvimento para apresentação em duas modalidades: presencial ou em vídeo. O resultado será divulgado no dia 8 de outubro. 

Os 44 selecionados (20 presenciais e 24 em vídeo) terão até 30 minutos para apresentar o seu projeto, protótipo, produto ou startup ao público. Os interessados devem inscrever-se até o dia 16 de setembro, enviando um PDF de até 5mb para o e-mail [email protected] com nome, biografia, foto, descrição, estágio do projeto ou protótipo e um vídeo de até cinco minutos (este último apenas no caso de apresentação não presencial). O material deve estar todo em português. 

Inspirado pela crescente comunidade maker local e pela Maker Faire, dos Estados Unidos, o FAZ surgiu da necessidade de criar um legado original, relevante e genuíno para o Brasil - além de coroar uma série workshops abertos sobre o assunto realizados no Red Bull Station no primeiro trimestre deste ano. 

O movimento maker pode ser entendido como uma extensão tecnológica da cultura do faça-você-mesmo. Essa cena, que vem crescendo e conquistando adeptos no mundo todo, tem como base a ideia de que pessoas comuns podem criar, consertar, modificar e fabricar os mais diversos tipos de objetos e projetos com suas próprias mãos, por meio da tecnologia. 

Além dos projetos selecionados via chamado aberto, o evento também terá em sua programação palestras, debates e workshops sobre diversos assuntos, que vão desde a prática de bordados feitos com a placa LilyPad ao uso de moldes de silicone para reprodução de peças em 3D. A programação completa será divulgada em breve. 

Sobre o Red Bull Station 

Localizado em um prédio de 1926, no centro de São Paulo, o Red Bull Station ocupa a antiga subestação Riachuelo, desativada desde 2004 e tombada como patrimônio histórico pelo Conpresp. Após longa reforma para adaptação ao novo uso do espaço e restauro, o Red Bull Station está de portas abertas para o público. 

Com foco em projetos experimentais de artes e música, os cinco andares do Red Bull Station contam com estúdio de música, um projeto permanente de residência artística, três espaços expositivos, um terraço e uma cafeteria. 

O espaço tem acesso gratuito e integra diferentes expressões artísticas, que se misturam em tempo real num ambiente que permite a troca contínua entre artistas e as pessoas que estiverem por lá. Os projetos têm como ponto em comum a valorização do processo, a experimentação e a formação de artistas com inúmeros workshops e palestras na programação. 

Red Bull Station
Praça da Bandeira, 137, Centro, São Paulo, SP.
www.redbullstation.com.br  

***

Com informações da Agência Lema



-->