Cratera criada por meteoro, touradas na República e rinoceronte vereador: curiosidades de São Paulo - São Paulo São

Em São Paulo, há lugares e curiosidades que nem os próprios paulistanos conhecem direito.  Foto: Guilherme Stecanella /  Unsplash.Em São Paulo, há lugares e curiosidades que nem os próprios paulistanos conhecem direito. Foto: Guilherme Stecanella / Unsplash.

A maior parte das características que definem São Paulo como polo econômico e cultural do Brasil, já são bastante conhecidas por todos. A cidade está entre as mais populosas do mundo e ganhou a fama de “capital da América Latina”. Com quase meio século de história, sobram curiosidades inusitadas sobre a terra da garoa, algumas delas seguem fora do conhecimento de quem vive aqui, outras são tão absurdas que poderiam inspirar obras cinematográficas.

Plantação de café

Que São Paulo é um dos maiores produtores de cafés especiais do país, não é novidade. Porém o que muita gente não sabe é que existe uma plantação de café no coração da cidade, bem perto da Avenida Paulista! São mais de 1500 pés de café cultivados pelo Instituto Biológico, localizado em Vila Mariana. O lugar foi inaugurado em 1927 na época dos “barões do café”, que por seu poder político e econômico obtiveram assistência técnica para controle de pragas.

Cratera criada por meteorito

Indicada pela linha pontilhada, cratera tem 3,6 quilômetros de diâmetro e cerca de 300 metros de profundidade. Foto:Evanildo da Silveira.Indicada pela linha pontilhada, cratera tem 3,6 quilômetros de diâmetro e cerca de 300 metros de profundidade. Foto:Evanildo da Silveira.

Isso poderia render uma boa série da netflix! Imagine um povoado erguido dentro de uma cratera causada pela colisão de um meteorito. Relato digno de ficção científica, porém totalmente real. Se trata do distrito de Parelheiros, no extremo sul da capital, onde há 40 milhões de anos um meteoro caiu formando uma cratera onde hoje vivem 25 mil pessoas.

Rinoceronte vereador 

Rinoceronte Cacareco (que era fêmea): eleito para vereador em São Paulo, outubro de 1959. Foto: Acervo Estadão.Rinoceronte Cacareco (que era fêmea): eleito para vereador em São Paulo, outubro de 1959. Foto: Acervo Estadão.

Parece mentira mas de fato, um rinoceronte foi eleito vereador de São Paulo em 1959. Cacareco, animal do zoológico da cidade, foi eleito com mais de 100 mil votos como forma de protesto da população, que naquela eleição estava bastante decepcionada com a lista de candidatos a vereador. A façanha só foi possível graças a falta de tecnologia, já que naquele momento o voto ainda era papel e caneta.

Mais rato que gente

Apesar de bastante desagradável a informação é confirmada por pesquisa realizada pelo centro de zoonoses de São Paulo. Estima-se que a cidade possui 15 vezes mais ratos que pessoas, o que seria algo em torno de 160 milhões de ratos. Algo que parece comum em grandes metrópoles, como Nova York, onde há 7 ratos para cada pessoa.

Arena de Touradas

A Praça da República se chamava Largo dos Curros: a primeira tourada em São Paulo aconteceu quase dois séculos atrás, em 1832. Imagem: São Palo Antiga.A Praça da República se chamava Largo dos Curros: a primeira tourada em São Paulo aconteceu quase dois séculos atrás, em 1832. Imagem: São Palo Antiga.

Um dos pontos mais conhecidos da cidade já foi palco de um espetáculo que gera opiniões controversas. No mesmo espaço onde hoje existe a conhecida Praça da República, funcionava uma arena de touradas. Os eventos atraíam centenas de paulistanos e movimentam um mercado de apostas bastante lucrativo, numa época onde ainda não existiam sites como o Betano - além de outros da modalidade. E para quem não sabe, hoje em dia é possível apostar no futebol brasileiro de qualquer lugar e seguir equipes como Fluminense, Cruzeiro, Palmeiras, Corinthians, etc.

Aldeias indígenas da capital

São Paulo é realmente incrível e apesar do aspecto ultramoderno o município ainda possui 3 aldeias indígenas. Uma das tribos fica na zona oeste, ali no Pico do Jaraguá. Os nativos que vivem aí são Guaranis. As outras duas tribos são Tenondé-Porã e Krukutu, e dividem uma reserva em Parelheiros, (lá mesmo, onde caiu o meteoro milhões de anos atrás). A informação é realmente surpreendente e até consegue desmistificar um pouco o estereótipo de “Selva de Pedra” que nossa querida capital - e tantos outras megalópoles - possui.

Segredos guardados na Sé

Túmulo do regente Feijó (à dir.) e câmaras mortuárias de cardeais. Foto: Marcia Minillo.Túmulo do regente Feijó (à dir.) e câmaras mortuárias de cardeais. Foto: Marcia Minillo.Muito conhecida e visitada por paulistanos, devotos e turistas de todas as partes do Brasil e do mundo, a Catedral da Sé é, segundo os guias locais, um dos cinco monumentos neogóticos mais estudados no mundo inteiro. O que muitos não sabem é que, sob seu altar mor, escondida 7 metros abaixo do nível da rua, no traçado geográfico onde passa a linha imaginária do Trópico de Capricórnio e perto do marco zero da cidade, encontra-se a cripta, uma capela subterrânea em perfeito estado de conservação.Com duas entradas quase escondidas à direita e à esquerda do altar principal, apenas uma pequena parcela dos que visitam a catedral se aventura em conhecer o local, cercado de lendas e mistérios que a Igreja Católica e os guias da visita não confirmam.

***
Da redação.



APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio