Em tempos de contenção, saiba sobre os cuidados necessários ao obter crédito para a reforma de sua casa - São Paulo São

Avalie bem a sua situação financeira para que o empréstimo não venha a prejudicá-lo. Foto: Shutterstock.Avalie bem a sua situação financeira para que o empréstimo não venha a prejudicá-lo. Foto: Shutterstock.

O crédito para reforma é sem dúvidas uma opção muito vantajosa para aqueles que buscam rapidez para o início ou término de sua obra. Com a contratação do capital, que é oferecido hoje no mercado por diferentes bancos digitais e fintechs, todo o processo acontece de maneira segura e transparente.

Na fintech CashMe, por exemplo, o empréstimo com garantia de imóvel é oferecido ao consumidor com os juros mais baixos do mercado e um longo prazo para pagamento de até 240 meses. 

Organizamos abaixo, alguns dos cuidados que você deve ter e falamos sobre os benefícios que você tem ao contratá-lo. 

Ele pode ser uma armadilha?

Cuidado com o local que você procura para saber sobre empréstimos e créditos. Algumas financeiras, além de quererem saber o motivo pelo qual as procura, acabam se aproveitando da situação em que você se encontra.

Elas podem até lhe oferecer propostas ou aceitar o seu pedido, mas sempre deve-se atentar às taxas e aos juros cobrados pelo serviço. Alguns locais podem chegar a cobrar taxas abusivas que batem até 27% em cima do valor da proposta. Obrigando a você, cidadão, que pague mais de um quarto da proposta somente em juros!

Utilizar do momento que as pessoas precisam de ajuda para benefício próprio é errado. Quando buscamos recurso financeiro com alguma finalidade é porque não dispomos desta quantia, e não deveríamos ser abusados apenas por este fato.

Apresentaremos agora mais algumas observações que você, como devedor, deverá tomar ao procurar um local para fazer uma solicitação de crédito. Começando por:

Avalie a sua renda

Se informe antes para fazer o empréstimo ou pedir crédito para a reforma. Foto: Getty Images.Se informe antes para fazer o empréstimo ou pedir crédito para a reforma. Foto: Getty Images.

Antes de sair à procura, calcule o total da sua renda e veja quanto dela você pode disponibilizar para pagar um empréstimo financeiro. Deve-se sempre ter em mente o valor ao se fazer uma proposta para alguma credora. No caso de empréstimos, não se pode fazer dívidas que excedam mais de um quarto da renda total daquele que procura realizá-lo.

Avalie bem a sua situação financeira para que o empréstimo não venha a prejudicá-lo. O que você está buscando aqui é erguer um sonho, e não se afundar em dívidas que apenas se tornam cada vez maiores.

Bolas de neve começam pequenas e acabam por se tornarem grandes. Qualquer descuido e sua situação financeira se tornará tão grave que você se verá na posição de pedir outro empréstimo para quitar o atual.

Contabilizando

Avaliada a sua situação financeira, faça uma busca no mercado comercial, varrendo as diversas opções que o mesmo tem a lhe oferecer para evitar gastos desnecessários.

Isto o ajudará a manter o controle quando for pedir um empréstimo, mantendo sempre sua proposta à risca daquilo que você irá, realmente, gastar.

De nada adianta obter um valor maior de aporte se não existem as condições de pagá-lo. Gastar o estritamente necessário evita fazer com que a dívida saia do controle e você tenha seu nome somado a lista do Serasa.

Coloque tudo em um papel e faça a somatória total. Com o preço definido em mão, vá até a credora e realize a proposta. Avalie as condições que eles lhe darão, assim como a taxa de juros que será cobrada em cima do valor solicitado.

Tome o seu tempo

Todo o contrato deve ser lido, e esse aqui não é diferente. Tome todo o seu tempo lendo e relendo antes de assinar e efetuar a negociação do aporte. Cada dúvida que surgir, pergunte ao atendente. Se este não souber lhe responder, peça para conversar com o gerente.

Lembre-se, é do seu dinheiro e da sua credibilidade que estamos falando, então, todo cuidado é pouco. A pessoa que o atender poderá, eventualmente, demonstrar algum nervosismo sob a situação, mas não se preocupe.

Uma vez que não tenham ficado dúvidas em relação às taxas ou outros ítens do contrato, então você estará pronto para efetuar a negociação. Ciente das taxas e dos juros que a credora irá cobrar em sua proposta, tenha ciência de já ter planejado o valor mensal da parcela incluindo estes dois fatores.

Evite atrasos

De nada adianta obter um valor maior de aporte se não existem as condições de pagá-lo. Foto: iStock.De nada adianta obter um valor maior de aporte se não existem as condições de pagá-lo. Foto: iStock.

Algumas credoras pelo mercado afora torcem de certa forma pelo atraso do pagamento pois afinal isso pode significar que mais dinheiro entrará na conta delas.

Então, atente-se à data de pagamento e mantenha-o regular para evitar surpresas no mês seguinte. O ideal é que você já disponha do valor a ser pago antes do dia de vencimento da parcela.

Alguns lugares também podem lhe oferecer descontos se a mesma for paga antes ou até se for paga mais de uma vez. Estes detalhes também podem ser levantados enquanto se assina o contrato.

Em caso de pagamento atrasado, tente fazer com que isso se mantenha pelo mínimo de dias possível. O juros recorrentes aumentam conforme os dias passam. Se não tiver outra opção a não ser atrasar, procure não ultrapassar 2 dias, evitando assim prejuízos maiores.

***
Da Redação.



APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio