Ações - São Paulo São

São Paulo São Ações

Os supermercados do Rio de Janeiro estão proibidos, desde ontem (26), de oferecer sacos ou sacolas plásticas descartáveis aos clientes.

De acordo com a Lei Estadual nº 8.006/18, publicada no dia 25 de junho do ano passado, os estabelecimentos deverão oferecer sacolas confeccionadas com materiais recicláveis ou biodegradáveis. A determinação começou a valer nesta quarta-feira para grandes empresas. As pequenas e micro terão mais seis meses para se adaptar.

A exuberância dos pinheiros nativos que batizou um dos bairros mais tradicionais de São Paulo e um dos principais rios da cidade, hoje está restrita a fotografias antigas. Poderia ser só mais um relato nostálgico, mas é incentivo para um projeto ambicioso do Legado das Águas – Reserva Votorantim: trazer a Mata Atlântica de volta à cidade.

Com projeto da Cardim Arquitetura Paisagística, junto a Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente de São Paulo e a Empresa Metropolitana de Água e Energia (EMAE), em uma nova etapa do Projeto Pomar Urbano, o Legado das Águas executará o maior projeto de paisagismo urbano com espécies nativas da Mata Atlântica do Estado, com uma proposta inovadora para transformar a relação entre o rio e a metrópole.

A Prefeitura é a primeira do continente a entrar no acordo, que tem como signatários os governos de Chile, Peru e de Granada (ilha do Caribe). A Prefeitura é a primeira do continente a entrar no acordo, que tem como signatários os governos de Chile, Peru e de Granada (ilha do Caribe).

Medida polêmica que ainda aguarda aprovação (já prometida) do prefeito Bruno Covas (PSDB), a proibição de canudos plásticos de São Paulo é a primeira de uma nova agenda que a cidade está adotando para reduzir a produção de lixo. Nas próximas semanas, será anunciada a inclusão da capital em um acordo internacional para a redução de descartáveis e, na Câmara Municipal, uma legislação mais ampla, que proíbe todos os plásticos de uso único, está em tramitação.

Iniciativa integra programa de expansão da Prefeitura de São Paulo. Atualmente, cidade conta com 120 pontos de conexão sem fio. Foto: Shutterstock.Iniciativa integra programa de expansão da Prefeitura de São Paulo. Atualmente, cidade conta com 120 pontos de conexão sem fio. Foto: Shutterstock.

A Prefeitura de São Paulo, em parceria com a América Net, anunciou na última quarta-feira (15) que vai expandir de 120 para 621 pontos de acesso à rede pública de Wi-Fi em toda a cidade no Programa WiFi Livre SP. A Zona Leste é a primeira região beneficiada com internet com mais qualidade e novos pontos de acesso. A meta, segundo a Prefeitura, é que até 2020, a capital paulista seja a metrópole com a maior rede pública de wi-fi da América Latina.