Ações - São Paulo São

São Paulo São Ações

Foto: Divulgação.Foto: Divulgação.

A incorporadora Idea!Zarvos, conhecida pela construção de edifícios marcantes de arquitetura autoral na Vila Madalena, acaba de finalizar um projeto diferente em seu portfólio: a revitalização completa da Travessa Tim Maia na Vila Madalena o que vai facilitar a passagem de pedestres no local. 

A via, uma ladeira bastante íngreme é um dos principais pontos de acesso dos pedestres à estação de metrô do bairro. Degradada, a travessa era uma ladeira asfaltada e ganhou degraus nos 220 metros reformados pela incorporadora no trecho mais íngreme que abrange a Rua Fradique Coutinho até a Rua Senador Cesar Lacerda Vergueiro. 

A Prefeitura de São Paulo entregou na última sexta-feira (2) as fontes históricas do Mirante Nove de Julho revitalizadas. A reforma dos chafarizes, foi realizada por meio do Consórcio Belvedere, com o apoio da Qualicorp, em um investimento total de R$ 450 mil. A última restauração das fontes havia sido feita em 2006. 

As fontes utilizam 240 mil litros de água de reuso. Foto: Eduardo Ogata / SECOM.As fontes utilizam 240 mil litros de água de reuso. Foto: Eduardo Ogata / SECOM.Os dois chafarizes, localizados em ambos os lados da Avenida Nove de Julho, estavam desativados havia 10 anos. Eles integram o complexo, inaugurado em 1938 para que o público pudesse observar o Centro de São Paulo a partir da Avenida Paulista. Porém, quando a região se verticalizou e ganhou novos ícones culturais e históricos, como o Museu de Arte de São Paulo (MASP), o mirante acabou sendo desativado.

Complexo do túnel 9 de julho, década de 1940. Acervo: MM18 Arquitetos.Complexo do túnel 9 de julho, década de 1940. Acervo: MM18 Arquitetos.“Estamos entregando os chafarizes com a iluminação, a recuperação de toda a parte hidráulica e elétrica que tinha sido vandalizada. Infelizmente roubaram até mesmo os canos que existiam. Isso não vai acontecer mais pois já temos as câmeras de segurança instaladas e também a presença da Guarda Civil Metropolitana”, disse o prefeito João Doria.

Em 2015, a área dos mirantes foi reformada e reaberta pelo Consórcio Belvedere que, em contrapartida pela utilização do espaço, fez a reforma.

No início deste ano, testes feitos nos chafarizes detectaram vazamentos nos encanamentos, falhas na impermeabilização e falta de cabeamentos. As obras para melhorias estruturais nos sistemas hidráulico e elétrico começaram em fevereiro.

As fontes utilizam 240 mil litros de água de reuso. Elas receberam ainda um novo paisagismo, com os arbustos buxo e clusia, mudas de agave azul, strelitzia e folhagens de Guaimbê. Também foi instalado um novo sistema de iluminação, com 4 projetores.

Sobre o MiranteMeninos banhando-se no chafariz do complexo do túnel, década de 1950. Acervo: MM18 ArquitetosMeninos banhando-se no chafariz do complexo do túnel, década de 1950. Acervo: MM18 Arquitetos

Com área total de 400 metros quadrados, o Mirante Nove de Julho foi revitalizado em 2015 sob comando do Consórcio Belvedere. Desde então, é um espaço multicultural. O local conta com cafeteria, bar, galeria subterrânea e o projeto “Mercado Efêmero”, que dá oportunidade a chefs que ainda não possuem seus próprios estabelecimentos poderem usufruir da estrutura. O Mirante ainda recebe feiras independentes, mostras de arte urbana, intervenções culturais de grupos de dança e música e sessões de cinema ao ar livre.

***
Fonte: SECOM / Prefeitura de São Paulo.

A Prefeitura de São Paulo fechou uma parceria com a empresa francesa Phytorestore para despoluir os dois lagos do Parque Ibirapuera, na Zona Sul. A empresa foi premiada pela despoluição do Rio Sena, em Paris. A limpeza usará plantas nativas, em um processo sem agentes químicos e que não gera lodo ou odor. O valor estimado desta iniciativa é de R$ 1,2 milhão e será feita por doação, sem contrapartidas para o município.