Projeto-piloto de compostagem em condomínios - São Paulo São

User Rating: 0 / 5


Três condomínios da cidade, em Itaquera, Aclimação e na Granja Julieta, já adotaram a reciclagem de resíduos orgânicos para a produção de adubo.
 

Os paulistanos ganharam mais um estímulo para a prática da reciclagem de resíduos orgânicos para a produção de adubo, com o início da compostagem nos condomínios da cidade. Iniciada há menos de um mês, a iniciativa ainda está em fase piloto e é uma realização de três condomínios localizados em Itaquera, Aclimação e Granja Julieta.

O projeto conta com o apoio da Secretaria de Serviços, por meio da Autoridade Municipal de Limpeza Urbana (Amlurb); da empresa I&T (Informações e Técnicas em Construção Civil), especializada em consultoria na área de gestão de resíduos; da Tramontina; e da Fundação Santo André.

Durante a experiência, resíduos orgânicos como frutas, verduras, legumes, cascas de ovos, grãos e sementes serão depositados em uma lixeira e, posteriormente, acondicionados nas composteiras. Os resíduos são misturados à serragem e folhas secas, e, após 45 dias, irão virar adubo, que será aproveitado em hortas criadas nos próprios locais.

Composta SP

A compostagem nos condomínios reforça o trabalho já desenvolvido pela Secretaria de Serviços e a Amlurb para promover a prática. Em 2014, a secretaria - em parceria com a empresa Morada da Floresta, e as concessionárias do serviço de coleta domiciliar e seletiva, Loga e Ecourbis - promoveu o projeto Composta SP, que distribuiu duas mil composteiras domésticas, além da realização de oficinas sobre o tema.

Mais informações em http://www.compostasaopaulo.eco.br/resultados2014

O incentivo à compostagem é uma das diretrizes presentes no Plano de Gestão de Resíduos Sólidos de São Paulo (PGIRS), decretado pelo prefeito Fernando Haddad em abril de 2014.

Fonte: Assessoria de Imprensa / Amlurb