De bicicleta, pai e filho rodam o país com teatro de bonecos - São Paulo São

Ele deixou a barba branca e a barriga grande de lado para poder levar a alegria para as crianças todos os meses do ano. Abel Domingues é o idealizador do Projeto Cabeça de Coco, um teatro infantil itinerante que percorre as comunidades carentes do Brasil e mostra que o riso pode ser alcançado com singelas pedalas e muita força de vontade.

As primeiras apresentações aconteceram em 2006, um ano após Abel aposentar o personagem de Papel Noel que vestira durante vinte anos. Assim como no mês natalino, seu filho e fiel escoteiro, Gabriel, o acompanha em quase todas as viagens e apresenta ao lado do pai história do Folclore Brasileiro e contos que trazem temas importantes, como saúde e política.

As primeiras pedaladas dessa dupla eram muito pesadas. Eles viajavam com uma bike cargueira sem marchas e carregavam uma estrutura de palco feita de ferro, além de caixa de som amplificada e uma série de outros materiais. “ Trocamos o ferro por alumínio, a bike por uma com marchas. Surgiu a ideia de construir um pequeno reboque para engatar atrás da bicicleta e ali colocar todo o material necessário para realizar os espetáculos. Mas, mesmo assim, ainda estamos tralhando incansavelmente por melhorias continuas no Projeto e através dessas novas reestruturação, conseguir levar todo o teatro, os personagens e os equipamentos, dentro de alforges e mochilas acoplados na bike.”, explica Abel.

 

 

Além das dificuldades técnicas, muitas intempéries surgiram ao longo do caminho para que o projeto continuasse ativo: “Se me permite, eu gostaria de esquecer os momentos difíceis, embora sejam muitos. E ressaltar que o segredo deste sonho se tornar realidade é apenas um: amor. Afinal, a força propulsora para pedalar a velha bike é o amor. O Amor move montanhas, vence obstáculos e supera preconceitos. Ele está acima de qualquer barreira.”, responde Abel Domingues quando questionado sobre as dificuldades enfrentadas.

A escolha pela bicicleta como meio de transporte desse projeto transformador se deu por diversos motivos, que vão desde a melhora na saúde de Abel e Gabriel, até o maior apelo com as crianças.”As comunidades que visitamos são extremante pobres e o uso de qualquer outro tipo de transporte poderia, de alguma forma, agredir a triste realidade em que vivem aquelas pessoas. O uso de uma bike fala mais a língua dessa população.”, explica Abel.

Mais do que se comunicar com as comunidades visitadas, o uso de um meio de transporte tão simples e ao mesmo tempo tão eficiente e prazeroso leva esperança para os pequenos ouvintes desses espetáculos: “Através do uso da bicicleta nós incentivamos a prática do esporte, passamos a mensagem que não é necessário ter um carro do ano para ser feliz e que também podemos contribuir com o meio ambiente através do uso da bike.”.

“Jamais teremos a desculpa de que não iremos realizar uma apresentação porque não temos combustível em nosso carro, basta colocar a mala com os bonecos na garupa da bike e seguir em mais uma pedalada, nessa prazerosa caminhada do bem em prol de nossas crianças.”, conclui Abel Domingues.

***
Giuliana Pompeo no Bike é Legal.

 


APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio





 
 
APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio