Morre German Lorca um dos pilares da fotografia moderna do país - São Paulo São

German Lorca (auto-retrato, 1969 a esq.) e em foto de Vilma Slomp. Divulgação / Itaú Cultural.German Lorca (auto-retrato, 1969 a esq.) e em foto de Vilma Slomp. Divulgação / Itaú Cultural.

Morreu German Lorca, no último sábado (8), aos 98 anos, o último integrante do Foto Cine Clube Bandeirante, grupo de fotógrafos que atualizou a linguagem visual no país na década de 40. As fotografias de Lorca expressam de modo exemplar toda a experiência do período modernista e tem o mesmo frescor que o aproximam de algumas manifestações e de alguns procedimentos da arte contemporânea.

Ele faleceu de causas naturais em São Paulo, onde vivia. Lorca deixou filhos, netos e bisnetos. German Lorca nasceu um par de meses depois da Semana de Arte Moderna de 1922 e faria aniversário em 28 de maio.

Procurando emprego, 1948. Foto: German Lorca / Itaú Cultural - Divulgação.Procurando emprego, 1948. Foto: German Lorca / Itaú Cultural - Divulgação.

O artista nasceu em São Paulo, no ano de 1922, formou-se em Ciências Contábeis pelo Liceu Acadêmico, mas deixou a contabilidade por uma nova paixão, a fotografia. Em 1949, participou do Foto Cine Clube Bandeirante (FCCB), associação de fotógrafos que introduziram novas tendências na fotografia. Registrou a paisagem da cidade de São Paulo, em especial os locais da região central, como a Praça da Sé. Abriu estúdio próprio em 1952. Em 1954, foi o fotógrafo oficial das comemorações do IV Centenário da Cidade de São Paulo, com fotos que ficaram conhecidas por capturarem ângulos inusitados de políticos e personalidades da época, como Getúlio Vargas, Jânio Quadros e Orlando Villas-Boas.

Parque Dom Pedro, 1949. Foto: German Lorca / Itaú Cultural - Divulgação.Parque Dom Pedro, 1949. Foto: German Lorca / Itaú Cultural - Divulgação.Teve um estúdio, onde fazia de ensaios e fotos autorais até publicidade. Fotografou a paisagem urbana de São Paulo em diferentes períodos de 1947 a 2004, reunindo um conjunto de imagens que acompanham a construção e desconstrução da cidade.  Pioneiro tanto na fotografia publicitária quanto autoral, foi um dos mais importantes nomes da área no Brasil e no exterior, e tem obras no acervo do MoMA, o Museu de Arte Moderna de Nova York, desde 2016.

Levitação na Piscina, 2000. Foto: German Lorca / Itaú Cultural - Divulgação.Levitação na Piscina, 2000. Foto: German Lorca / Itaú Cultural - Divulgação.

Clique para ver trecho de audiovisual, onde o próprio German Lorca fala de sua paixão pela fotografia.

German Lorca: São Paulo, 28 de maio de 1922 - 8 de maio de 2021.

***
Da redação.



APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio