Morre Jaime Lerner, um dos maiores urbanistas do mundo - São Paulo São

"Planejamento urbano não pode separar trânsito, moradia e lazer", dizia Jaime Lerner. Foto Daniel Katz."Planejamento urbano não pode separar trânsito, moradia e lazer", dizia Jaime Lerner. Foto Daniel Katz.

Jaime Lerner, um dos maiores urbanistas do mundo, morreu nesta quinta-feira (27) em Curitiba, aos 84 anos, por complicações de doença renal crônica.

Em 2016, em um lançamento de documentário sobre sua obra, ("Jaime Lerner, Uma História de Sonhos"Jaime Lerner, Uma História de Sonhos") pude constatar o carisma ao vivo de Lerner. Depois do evento, pessoas da platéia subiram ao palco, tiraram selfies, pediram autógrafo, ansiosas por uma palavra e uma atenção, repetindo o que audiências fazem pelo mundo afora.

Deu para entender o porquê desse frisson todo. Ele conhecia o mundo todo mas lembrava com carinho a rua de sua infância. Trafegava pelo estratégico e pelo tático (e o tátil também). Lembrava com detalhes a solução que um motorista sugeriu para organizar a parada na “estação-tubo”, um dos símbolos das reformas de Curitiba.

O sistema curitibano chegou a influenciar mais de 200 cidades, que adotaram a mesma lógica de mobilidade implantada durante a gestão do ex-prefeito Jaime Lerner, nos anos 1970. Foto: Albari Rosa.O sistema curitibano chegou a influenciar mais de 200 cidades, que adotaram a mesma lógica de mobilidade implantada durante a gestão do ex-prefeito Jaime Lerner, nos anos 1970. Foto: Albari Rosa.

Elogiava a diversidade mas não se deslumbrava pelas palavras de ordem. Para ele, o uso misto era qualidade de vida. Sua solução de mobilidade urbana através dos ônibus em faixas exclusivas foi exportada para todo o mundo e tem gente que sai encantada com o que vê em Bogotá, sem saber que o modelo veio de Curitiba.

Acreditava na simplicidade, mas não abria mão da qualidade da execução. Nem da velocidade de execução. A obra tem que ser boa e tem que ser rápida. O modelo de expansão urbana acompanhando as linhas de transporte tem inspirado outros pelo mundo, inclusive no novo Plano Diretor de São Paulo.

Em 1972, a Prefeitura de Curitiba fez história ao implantar o primeiro calçadão do Brasil na região central, em plena Rua XV de Novembro. Foto: Prefeitura de Curitiba.Em 1972, a Prefeitura de Curitiba fez história ao implantar o primeiro calçadão do Brasil na região central, em plena Rua XV de Novembro. Foto: Prefeitura de Curitiba.

Transformou um conceito – a acupuntura urbana – em um poderoso modelo de transformação urbana. Ele entendia o valor do carro, mas advogava que a cidade boa é aquela que dá mais valor ao transporte público. E sustentava que o uso indiscriminado do carro estava com os dias contados. A Rua XV, em Curitiba, uma das primeiras, senão a primeira rua de pedestres do Brasil ainda hoje é um exemplo de vitalidade urbana. 

Participou da concepção do IPPUC - Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba, um órgão que sobreviveu a inúmeras gestões municipais, com foco no ordenamento técnico da cidade. Ah, e também era um andarilho! Dizia que estava apenas esperando melhorar um pouco da perna para poder voltar a caminhar pelas cidades que visita.

O Jardim Botânico foi um dos parques construídos na gestão Lerner em Curitiba. Foto: Divulgação.O Jardim Botânico foi um dos parques construídos na gestão Lerner em Curitiba. Foto: Divulgação.

Talvez haja coisas que tenham mudado desde a época em que foi prefeito de Curitiba (3 vezes) e governador do Paraná (2 vezes), mas o encantamento com a vida urbana e a rua são inspirações poderosas para os arquitetos-urbanistas-engenheiros-gestores-candidatos de hoje. 

A “produção de cidades” não pode ser um ato mecânico. Sem paixão, as cidades são ruas, prédios e concreto. Com paixão, como a que Lerner professou e praticou, talvez abriguem vidas interessantes e plenas.

***
Mauro Calliari é administrador de empresas, mestre em urbanismo e consultor organizacional. Mantém e edita o blog Caminhadas Urbanas.



APOIE O SÃO PAULO SÃO

Ajude-nos a continuar publicando conteúdos relevantes e que fazem a diferença para a vida na cidade.
O São Paulo São é uma plataforma que produz conteúdo sobre o futuro de São Paulo e das cidades do mundo.

bt apoio