Conexões - São Paulo São

São Paulo São Conexões

A ideia por trás das cidades de 15 minutos foi desenvolvida por Carlos Moreno, um professor da Sorbonne que visava melhorar a qualidade de vida urbana. Imagem: Paris en Common.A ideia por trás das cidades de 15 minutos foi desenvolvida por Carlos Moreno, um professor da Sorbonne que visava melhorar a qualidade de vida urbana. Imagem: Paris en Common.

Pense na cidade onde você mora. Quanto tempo você leva para chegar ao supermercado a pé? A sua escola ou trabalho é perto o suficiente para ir caminhando? Que tal um parque público, um consultório médico, uma creche ou qualquer outro lugar que você visita diariamente? Enquanto algumas cidades já entenderam a importância de se viver perto de todas essas necessidades, outras estão reformulando suas estratégias de planejamento urbano e projetando seus bairros para serem mais amigáveis aos pedestres, com o conceito de “cidades de 15 minutos”.

Onde a gentileza e a empatia são naturais, a convivência é harmoniosa e amigável. Foto: Getty Images.Onde a gentileza e a empatia são naturais, a convivência é harmoniosa e amigável. Foto: Getty Images.

A gentileza é um ingrediente básico na vida urbana. Sem ela, a convivência se torna difícil, pois as pessoas usam a máxima do “eu primeiro”, que denota egoísmo e falta de empatia com o outro. E assim o trânsito passa a ser ainda mais veloz e violento. A rua, em vez de se tornar um espaço de encontro e bem-estar, se transforma em um campo de batalha.

O transporte ativo e a aprendizagem ao ar livre têm um papel importante no planejamento da reabertura escolar. Foto: Getty Images.O transporte ativo e a aprendizagem ao ar livre têm um papel importante no planejamento da reabertura escolar. Foto: Getty Images.

O controverso retorno às aulas presenciais nas escolas neste ano de 2021 envolve não só protocolos de segurança sanitárias, como distanciamento entre os alunos, medidas rígidas de higiene e preferência por atividades ao ar livre, mas também questões importantes ligadas à mobilidade urbana. Afinal, como os estudantes devem ir e vir da escola? Já que o uso do transporte coletivo está em revisão nesses tempos, qual seria a melhor forma de se mover?

Bons espaços públicos se conectam com as pessoas. Foto: La Citta Vita / Flickr. Bons espaços públicos se conectam com as pessoas. Foto: La Citta Vita / Flickr.

Hoje, muitos espaços públicos são vistos como locais não tão seguros em milhares de cidades ao redor do mundo. A noção de segurança é perdida no momento em que uma localidade se torna vazia, não recebe iluminação, uso ou até mesmo a atenção adequada. Conectar os espaços entre o que é público e o que é privado pode ser um trunfo para evitar isso. Esses espaços são chamados deplinth. O conceito é amplamente explorado em A Cidade Ao Nível dos Olhos, livro que compila projetos que transformaram locais no mundo inteiro.

As pessoas se uniram para se fortalecer, e isso apareceu também no mundo dos negócios. Foto: Getty Images. As pessoas se uniram para se fortalecer, e isso apareceu também no mundo dos negócios. Foto: Getty Images.

Nada mais será como antes. A pandemia mudou a vida das pessoas, no mundo todo, durante o ano de 2020. Evidenciou desigualdades, problemas e conflitos. Mostrou que o que realmente importa é muito simples, e cabe em uma palavra muito pronunciada durante toda essa crise: saúde. Em todos os sentidos. Física, mental, emocional, financeira. Provou que as pessoas são solidárias, pois foram muitas as que arregaçaram as mangas e, com suas máscaras cobrindo os rostos, ajudaram comunidades e grupos fragilizados nesse ano. Os paradigmas caíram por terra e várias lições foram aprendidas.