Encontros - São Paulo São

São Paulo São Encontros


Mais uma edição do Feira Plana acontece no MIS (Museu da Imagem e Som). O evento, que acontece nos dias 15, 16 e 17 de janeiro, reúne editores independentes, artistas que fazem livros, zineiros, quadrinistas e guerrilheiros de todo o Brasil, selecionados pela idealizadora e curadora Bia Bittencourt.

Com o tema "Preto e Branco", esta edição traz 140 expositores e uma gama maior de atividades: serão 15 mesas e palestras incluindo uma mesa com o suíço Miklós Klaus Rózsa e seus editores alemães da Spector Books, Christof Nüssli e Christoph Oeschger. Outro destaque é a exibição do filme Branco Sai Preto Fica. Já no domingo, Peter Pál Pelbart fará uma palestra sobre subjetividade.

Na área externa do museu, ainda acontece a programação Banca pirata, uma seleção de publicações dos editores participantes xerocadas e grampeadas à venda por R$ 5,00 cada. Além do evento principal, no MIS, está funcionando a primeira Residência Plana, uma parceria com a Cosac Naify e a gráfica Ipsis para oferecer aos autores selecionados a oportunidade de uma experiência múltipla na área editorial e para que possam receber orientação, condições para produzir, financiar e lançar sua obra.

Os selecionados lançarão seus trabalhos durante a Feira Plana 2016. A abertura será na sexta-feira (15).

Acesse a programação completa.

Serviço

Feira Plana no MIS (Museu de Imagem e Som).  
15, 16 e 17 de janeiro de 2016.
Horários: dia 15 das 18h às 22h; dias 16 e 17 a partir das 12h.
Local Auditório MIS (172 lugares), Auditório LABMIS (66 lugares), área externa, foyer do Auditório MIS e Sala de interfaces.
Ingresso gratuito (algumas oficinas e palestras precisam de inscrição prévia, checar a programação no site).
Classificação livre.


Museu da Imagem e do Som - MIS.
Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo | (11) 2117 4777. 
Acesso e elevador para cadeirantes
www.mis-sp.org.br 


Fonte: Portal do Governo Estado.

A primeira coisa que Iure Gomes fez ao abrir as portas do Pinball Clube de São Paulo, no bairro do Cambuci, foi dar as boas-vindas e, antes que eu formulasse qualquer pergunta, disparou escada acima. Fazendo um gesto de “vem comigo”, bradou: “É aqui que acontece a mágica”, e novamente desembestou a andar entre as fileiras de máquinas de pinball alinhadas pelo espaço. A cada dois ou três metros, sempre falante, ele parava, ligava uma ou outra máquina, fazia demonstrações e até removia o tampão de vidro para revelar detalhes de cada peça. Em poucos minutos percorremos todo o imóvel enquanto Gomes se empenhava na meta de transmitir o máximo de informações possível a respeito daquela cultura. Aos 44 anos, o diretor comercial de uma empresa de TI é um dos sócios fundadores do clube, inaugurado em 2003. Atualmente, a agremiação conta com 25 sócios e 120 máquinas.


No próximo dia 25 de janeiro, São Paulo comemora 462 anos de existência e a festa de aniversário da cidade vai durar muito mais do que um só dia. 

No sábado, dia 23, uma série de shows acontece nos mais diversos equipamentos municipais: de Negra Li no Centro Cultural da Penha até Supla no CEU Meninos [São João Clímaco], de DJ KL Jay no CEU Perus até RATOS DE PORAO oficial no CEU Aricanduva, e ainda Karina Buhr no Teatro Cacilda Becker, Raimundos no CEU Alvarenga [Jardim Pedreira], Maria Gadú na Casa de Cultura Palhaço Carequinha [Grajaú], GOG no CEU Vila Curuçá, Fabiana Cozza no Centro Cultural Jabaquara, As Galvão e Bandinha Popular no Teatro Flávio Império e Rashidd no CEU Jambeiro [Guaianases]. 

E serão montados palcos especiais com atrações no Glicério [Edi Rock], na Vila Maria [ RAPPIN HOOD], em Parelheiros [Criolo] e Itaquera [Mc Garden].

No dia 24, domingo, o Trio Elétrico de Daniela Mercury arrastará alegria pela cidade saindo da esquina das Avenidas Faria Lima e Rebouças, a partir das 16h30. E na #‎PaulistaAberta‬, o grupo teatral Pia Fraus encenará o espetáculo 'Bichos do Brasil'.

Na segunda, 25 de janeiro, dia do aniversário da cidade, Gilberto Gil receberá como convidados: Demônios da GaroaRodrigo Ogi Juçara Marçal no Clube Tietê. E na #PaulistaAberta tem mais grupo Pia Fraus - dessa vez com o espetáculo 'Gigantes do Ar' - e outras atrações infantis como MC Soffia.

Acesse a programação completa: http://goo.gl/JE1XMb

*
**
Com informações da Secretaria Municipal de Cultura.

 


Grandes blocos do carnaval de rua de São Paulo irão desfilar em avenidas largas na Zona Norte e Sul da cidade este ano. Em outubro de 2015, a Prefeitura anunciou que a proposta para 2016 é descentralizar a folia, concentrada em Pinheiros e na Vila Madalena, na Zona Oeste de São Paulo, nos últimos anos.
 

Os desfiles dos blocos cariocas Sargento Pimenta e Bangalafumenga ocorrem no dia 30 de janeiro, na Av. Santos Dumont, em frente ao Campo de Marte, na Zona Norte.

A concentração começa a partir das 10h. Nos últimos cinco anos, os dois cordões reuniram milhares de foliões na Avenida Sumaré, na Zona Oeste.

No dia 31, será a vez do também carioca Quizomba arrebatar seus seguidores para Santana. Em 2015, o bloco reuniu cerca de 10 mil pessoas na Avenida Sumaré. Os organizadores desejavam manter o desfile na Zona Oeste, mas dizem compreender a postura da gestão municipal.

“Nós preferíamos a Avenida Sumaré, próximo da Vila Madalena, onde fica o Jongo Reverendo, a casa do Quizomba em São Paulo. Nosso bloco cumpriu os horários estabelecido pela Prefeitura e ocupamos apenas uma faixa da Avenida Sumaré. Fizemos nossa dispersão cedo por volta das 18h. Mas entendemos a preocupação da cidade com a organização e respeitamos. O Campo de Marte tem uma ótima estrutura e fácil acesso também. O folião e fãs do Quizomba nos seguirão”, explica André Schmidt.

Ibirapuera


O Bicho Maluco Beleza, bloco do cantor Alceu Valença, este ano levará os bonecões de Olinda para a região do Ibirapuera. O desfile está confirmado para o dia 30 de Janeiro, na Avenida Pedro Alvares Cabral, em frente ao Parque Ibirapuera. A concentração será às 11h, no Monumento às Bandeiras, segundo informou o produtor do bloco.

No dia 31, no mesmo local do bloco do cantor pernambucano, o Monobloco debuta em São Paulo. A banda carioca desfila acompanhada de uma bateria de 130 batuqueiros paulistanos. A concentração será às 10h, e o término do desfile está previsto para 14h30. No Rio de Janeiro, o bloco costuma atrair mais de 500 mil foliões na despedida do carnaval.

***
Lívia Machado e Vivian Reis. G1 São Paulo.

 

 
Terraço Itália é um dos símbolos de São Paulo e um dos mais famosos restaurantes da cidade, um jantar ali ou mesmo um drink no piano bar é para certos endinheirados. Mas durante a semana é possível subir até o 46º andar e aproveitar a vista panorâmica de graça.

Inaugurado em 1965 e considerado o segundo maior prédio da capital paulista, o Edifício Itália tem 165 metros de altura, 46 andares e 19 elevadores. Ali funcionam escritórios, um teatro, uma galeria e o restaurante na cobertura, que se tornou um dos símbolos de São Paulo.
 
Visita gratuita ao Terraço Itália (Foto: Esse Mundo É Nosso)Visita gratuita ao Terraço Itália (Foto: Esse Mundo É Nosso)
 

O Terraço Itália.

No fim da construção do Edifício Itália, ao visitar seu empreendimento projetado por Franz Heep, o empresário italiano Evaristo Comolatti ficou surpreso com a incrível vista do topo do prédio, que na época ainda era o maior de São Paulo. Foi então que decidiu abrir ali um luxuoso restaurante para que os visitantes e moradores da cidade pudessem vê-la de seu ponto mais alto.

Em 29 de setembro de 1967, era inaugurado pelo prefeito Faria Lima, na cobertura do Edifício Itália, o Terraço Itália, mais sofisticado ponto de encontro para personalidades e famosos.

 

Visita gratuita ao Terraço Itália (Foto: Esse Mundo É Nosso)Visita gratuita ao Terraço Itália (Foto: Esse Mundo É Nosso)

 

E praticamente nada mudou em relação ao padrão do lugar. Mas a alternativa é que existe uma visita gratuita ao Terraço Itália, de segunda a sexta, entre 16h e 17h. 

O visitante que for ao local neste horário pode curtir a incrível vista da cidade do mezanino do restaurante e curtir a imensidão de São Paulo em quase 360º. Uma pena é que seja só durante a semana…
 
O que chamou atenção em nossa visita foi o número de turistas estrangeiros, que já sabiam que durante a semana não precisariam deixar ali seus dólares em um almoço ou jantar para estar diante de uma das vistas mais bonitas da cidade. Mesmo sem provar os pratos da cozinha do Terraço Itália, a experiência é inesquecível – e de graça.
 
Visita gratuita ao Terraço Itália (Foto: Esse Mundo É Nosso)Visita gratuita ao Terraço Itália (Foto: Esse Mundo É Nosso)
 

Serviço

Avenida Ipiranga, 344 – Centro – São Paulo (Metrô República).
De segunda a domingo, das 12h às 24h.
Procure confirmar por telefone; em alguns horários o acesso ao mirante é exclusivo para clientes do Terraço.
Tel.: (11) 2189 2999.

***
Fonte e fotos: Esse Mundo é Nosso no R7.


Um dos centros culturais mais vibrantes do Brasil, São Paulo apresenta um vasto conjunto de obras arquitetônicas -antigas e contemporâneas - que merecem a atenção de qualquer cidadão ou turista. Para promover o encontro da população com o acervo disponibilizado a céu aberto – muito visto, mas pouco entendido –, a prefeitura de São Paulo promove um roteiro cultural guiado pelos pontos históricos e monumentos arquitetônicos que ajudaram a construir a história da cidade da garoa.

Com 9 opções, entre elas roteiro afro, arte urbana, futebol, café e a história da cidade, os roteiros partem dos CITs – Centros de Informação Turística – e acompanham um guia para informações detalhadas e um mapa do percurso. Acesse a programação completa aqui.

Fazem parte do Roteiro de Arquitetura:

Mosteiro de São Bento | Edifício Martinelli | Edifício Altino Arantes | Banco de São Paulo | Centro Cultural Banco do Brasil | Edifício Triângulo | Edifício Guinle | Caixa Cultural | Pateo do Collegio | Tribunal de Justiça | Secretaria de Justiça | Solar da Marquesa de Santos | Igreja da Ordem Terceira do Carmo | Palácio da Justiça | Catedral da Sé | Escola de Comércio Álvares Penteado | Faculdade de Direito | Conjunto Franciscano | Edifício Barão de Iguape | Igreja de Santo Antônio | Pórtico da Praça do Patriarca | Edifício Sampaio Moreira | Edifício Matarazzo | Edifício Alexandre Mackenzie | Theatro Municipal.

***
Fonte: Blog da Galeria da Arquitetura.