Criada em São Paulo, 'Virada Sustentável' chega a Porto Alegre - São Paulo São


Mobilizar e conscientizar a população sobre temas relacionados à sustentabilidade de forma lúdica e divertida são os eixos centrais da Virada Sustentável 2016, que acontece de 31 de março a 3 de abril. A programação do encontro, que ocorre pela primeira vez em Porto Alegre, foi apresentada ao público na manhã desta terça-feira, no StudioClio, na Capital gaúcha.

Desenvolvida com base no já consagrado evento de São Paulo, a Virada oferecerá espaço para discussão de temas como qualidade de vida, biodiversidade, água, mobilidade urbana e mudanças climáticas. Contará com seminários, shows e uma série de atividades para engajar os participantes. As ações estão previstas para ocorrer de forma simultânea em parques e espaços públicos.

- A Virada é uma proposta de mobilização, de agitação da cidade em torno do tema da sustentabilidade. Esse assunto é muito amplo: tem a cultura, o esporte, a temática da mobilidade, preocupações com ambiente e mudanças climáticas, por exemplo. Esses são temas que preocupam todas as cidades do mundo e que estão sendo discutidos para que as pessoas sejam mais conscientes - explica um dos coordenadores da Virada em Porto Alegre, Vitor Ortiz.

Criado em 2011, o evento em São Paulo já é considerado um dos maiores sobre o tema na capital paulista.

- Nos preocupava muito a sustentabilidade sendo percebida como um fardo ou associada exclusivamente a questões ambientais. Pensamos em como tornar essa mensagem mais sedutora, mais atrativa. Foi daí que surgiu a ideia de fazer um festival cultural que tenha teatro, música, cinema, cujo conteúdo fosse educativo sobre o tema. As pessoas vão se divertir e sairão um pouco mais conscientes e informadas - diz o idealizador da Virada Sustentável de São Paulo, André Palhano.

Na manhã desta terça-feira, Palhano elogiou as iniciativas que já existem na Capital para melhorar a cidade e disse que é fundamental pensar de forma transversal para mudar a sociedade:

- A gente tem de parar de pensar em caixinhas separadas. Sustentabilidade é muito mais do que reciclagem ou preservação da biodiversidade e da água. Inclui questões sociais. Está tudo inter-relacionado.

O vice-prefeito da Capital, Sebastião Melo, agradeceu às empresas parceiras que se movimentaram para trazer o projeto para o Estado:

- A sustentabilidade é o tema central de todas as cidades do mundo.

Para o PhD em ecologia e ambientalista Genebaldo Freire Dias, a ideia da Virada é válida para reforçar os esforços do homem em relação ao ambiente em que vive:

- Você tem um mosaico de atividades de sensibilização da espécie humana no sentido de ampliar a percepção das pessoas a respeito dos cenários e desafios. A vantagem da virada, é que ela reúne elementos que contêm a capacidade intrínseca de ampliar essa visão pois usa a música, o teatro, a dança, as expressões da cozinha. Esses são elementos que agem direto nas emoções humanas.

Agenda do evento contempla atividades em toda a cidade

O pontapé inicial da Virada Sustentável de Porto Alegre será dado em 31 de março com shows abertos ao público. Na primeira noite, sobem ao palco Os Fagundes e Luiz Marenco.

Nos dias 1º e 2, terá início o Seminário Internacional Virada Sustentável, que reunirá especialistas de diversos Estados e da Argentina no Auditório Araújo Vianna para debater o tema a partir do design, da arquitetura, da história, da biologia entre outros. A atividade gratuita é direcionada para a comunidade acadêmica, embora esteja aberta ao público geral, e contará com formação completa pela web com dupla certificação, presencial e a distância, que tem chancela da Unisinos.

Além das palestras, estão previstas oficinas e atividades sobre sustentabilidade nos principais parques da cidade, passeio ciclístico, passeio de skate, recolhimento de lixo eletrônico e também remada em prol do Guaíba, em caiaques, canoas e pranchas de stand up paddle.

O fechamento do evento ocorre em 3 de abril, a partir das 11h30min, com show do cantor Lenine. As atividades são uma parceria com StudioClio, Fundação Gaia, NetImpact e Mãos Verdes. 

Serviço
O que é: evento para promover conscientização e mobilização da população em prol do ambiente e do planeta.
Quando: de 31 de março a 3 de abril
Seminário: dias 1º (a partir das 16h) e 2 de abril (a partir das 9h), no Auditório Araújo Vianna.
As inscrições estão abertas em: viradasustentavel.com/vs2016/porto-alegre/  

Programação

Show de abertura
Datas: 31 de março e 1° de abril.
Local: Largo Glênio Peres (ao lado do Mercado Público).
Horário: 18h30.
Primeira noite: Os Fagundes e Luiz Marenco.
Segunda noite: Banda Saldanha e Bloco da Laje.
 
Skate na Virada
Data: 2 de abril.
Horário: às 14h.
Local: concentração no canteiro central da Avenida Edvaldo Pereira Paiva, em frente a pista do Parque Marinha do Brasil.
 
Remada da Virada
Data: 2 de abril.
Horário: 10h.
Local: Praia de Ipanema.
 
Ecopontos
Data: de 2 e 3 de abril.
Locais: Redenção, Marinha e Parcão.
Terá diversas programações como oficinas e atividades direcionadas para sustentabilidade. No Marinha, terão atividades voltadas para o bem-estar.
 
Pedalando na Virada
Data: 3 abril.
Horário: 9h.
Local: saída ocorre no bairro Tristeza (local a definir) e na Redenção.
Passeio ciclístico que terá como ponto de chegada o parque da Redenção, no show de encerramento do evento.
 
Recolhimento de lixo eletrônico
Data: 2 de abril.
Horário: das 9h às 18h.
Local: Estacionamento do Parcão (Avenida Mostardeiro).
 
Show de encerramento
Data: 3 de abril.
Horário: 12h.
Local: Parque da Redenção.

***
Camila Kosachenco na Zero Hora.